uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Polidesportivo do Bom Retiro entravado por causa do barulho

Polidesportivo do Bom Retiro entravado por causa do barulho

Moradores queixam-se do barulho; câmara e junta de Vila Franca vão estudar soluções porque não é possível mudar o equipamento de local
Edição de 30.12.2013 | Sociedade
Os presidentes da câmara e da junta de freguesia estão empenhados em recuperar o degradado polidesportivo descoberto do Bom Retiro mas enfrentam a resistência dos vizinhos que se queixam do barulho dos praticantes. O presidente da Junta de Vila Franca de Xira admite que já recebeu reclamações mas Mário Calado realça que não pode mudar o polidesportivo de lugar. “Estamos a trabalhar em prol dos jovens que não têm sítio para as actividades lúdicas”, explica. O parque desportivo, situado numa zona com seis mil habitantes, está vandalizado por grafites, o piso está irregular e existem buracos na vedação. Os cestos das tabelas de basquete estão partidos e já não há balizas. Silvino Garcia é um dos habitantes da localidade que desconfia da má utilização do espaço e de quem o possa vir a frequentar. “Quando a bola vai para fora, em vez de darem a volta, preferem fazer um buraco na rede para ser mais rápido. Se não houver responsabilidade por parte dos utilizadores de nada adianta que se façam obras”, sublinha.Para o presidente da câmara, Alberto Mesquita, tem que se estudar uma solução para o local em conjunto com a junta de freguesia. “Temos que fazer intervenções a nível do piso e do gradeamento”, aponta. O Grupo Recreativo e Cultural do Bom Retiro costuma utilizar o espaço para a realização de Saraus Desportivos. O presidente da junta equaciona que se possa fazer a cedência do polidesportivo à associação, depois das obras como forma de garantir uma melhor gestão e controlo do espaço.Apesar das queixas de alguns vizinhos que preferiam que o espaço fosse desactivado há quem incentive as autarquias a fazerem uma intervenção. Maria Mira diz que “as crianças não têm onde brincar. É uma vergonha que não tenhamos um parque em condições para poderem, pelo menos, jogar futebol”. Miguel Corto realça que é necessário incentivar os mais jovens a fazerem exercício e para isso é necessário existir um espaço em condições.
Polidesportivo do Bom Retiro entravado por causa do barulho

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...