uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Robotário de Alverca continua a meter água depois de duas reparações

Equipamento custou 50 mil euros e devido às infiltrações os robôs estão em perigo
Edição de 30.12.2013 | Sociedade
Um mês depois de ter sido inaugurado o novo robotário (casa de robôs) da cidade de Alverca, que custou 50 mil euros à câmara municipal, continua a meter água nos dias em que chove com maior intensidade. A empresa que construiu a estrutura metálica e envidraçada por onde os robot’s recebem a luz solar que os faz funcionar, já realizou duas reparações mas o problema persiste. Primeiro suspeitou-se da selagem dos vidros, que alagou o interior do recinto poucos dias depois da inauguração. Foi colocado silicone nos vidros mas com as chuvas fortes dos últimos dias a casa dos robôs voltou a meter água. “Continua a haver infiltrações que terão de ser reparadas. É uma situação que nos causa algum constrangimento”, lamenta o presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita (PS). O autarca garante que a empresa que construiu o equipamento terá de suportar o custo das reparações. “Espero que rapidamente consiga detectar o motivo das infiltrações e as consiga reparar”, frisa o autarca.Este é o segundo robotário criado pelo município de Vila Franca em Alverca, depois do primeiro, que estava no jardim do Bom Sucesso, ter sido completamente destruído pelo vandalismo. A nova casa dos robôs, situado no jardim José Álvaro Vidal junto à Estrada Nacional 10, tem 15 robôs terrestres e oito robôs aéreos, idealizados pelo arquitecto e artista plástico Leonel Moura, que se movem autonomamente através de energia solar e respondem a estímulos e movimentos dos visitantes.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...