uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Novos administradores da Caixa Agrícola da Chamusca

Anterior presidente da instituição bancária passa a administrador não executivo
Edição de 29.07.2015 | Sociedade
O novo conselho de administração da Caixa Agrícola da Chamusca, alargado de três para cinco elementos, foi eleito na quarta-feira à tarde, 22 de Julho, numa assembleia-geral na sede da instituição bancária, na qual participaram mais de meia centena de associados, alguns que representavam outros sócios. A Caixa passa a ter dois administradores executivos que são João Carlos Silva, que era gerente da instituição, e Susana Costa. O anterior administrador executivo, Vasco Cid, passa a administrador não executivo. A lista única às eleições obteve 221 votos a favor e sete abstenções.No início da assembleia o potencial candidato, Luís Vasconcellos e Souza, que não chegou a apresentar lista, requereu o adiamento das eleições por considerar ilegal a votação na mesma assembleia dos requisitos de idoneidade dos membros dos órgãos sociais. Uma situação que resulta de legislação recente (Decreto-Lei 157/2014 de 24 de Outubro). Vasconcellos e Souza considerava que esta questão devia ter sido discutida na assembleia anterior, em Março. Mas a pretensão não foi aceite pelo presidente da mesa da assembleia.O presidente da mesa, Paulo Leitão, explica a O MIRANTE que não existe qualquer ilegalidade nesta matéria e que o assunto foi colocado na ordem de trabalhos da assembleia eleitoral, antes da votação, com conhecimento e indicação do Banco de Portugal. O dirigente refere que quando ficaram definidas as regras para a avaliação da idoneidade dos membros dos órgãos de gestão, após reuniões com o Banco de Portugal, já tinha sido convocada a assembleia de Março. Pelo que foi o próprio regulador que mandou colocar o assunto à votação na reunião subsequente.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...