uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Volta a Portugal condiciona trânsito em Vila Franca em dois dias

Edição de 05.08.2015 | Sociedade
No fim-de-semana de 8 e 9 de Agosto o trânsito em Vila Franca de Xira vai estar sujeito a fortes constrangimentos devido à partida na cidade da última etapa da Volta a Portugal em Bicicleta. Algumas ruas e avenidas vão estar totalmente cortadas à circulação automóvel. Prevê-se que sejam dois dias de trânsito caótico na cidade. A partida da tirada está marcada para as 13h30 de dia 9, mas os cortes iniciam-se no dia anterior, com a montagem de toda a estrutura de apoio à etapa, que inclui, além de vários locais para a caravana publicitária, o Clube da Volta, o local onde os ciclistas assinam a folha de presenças, entre outros espaços necessários a toda a logística das equipas.O Parque Urbano do Cevadeiro será o local da partida simbólica, sendo que os cortes de trânsito dentro da cidade serão efectuados nas ruas 1.º de Dezembro, Almirante Cândido dos Reis, Serpa Pinto, do Curado, Joaquim Pedro Monteiro, do Telhal e Alves Redol. Além destes locais, a passagem da etapa ao longo da estrada Nacional 10 vai obrigar à interdição de tráfego automóvel de Vila Franca a Alverca, Forte da Casa e Póvoa de Santa Iria, isto só no que diz respeito a Vila Franca, entre os quilómetros 129 e o quilómetro 135. Tanto no sábado como no domingo, o estacionamento está proibido na Rua Luís de Camões.Também a circulação entre o Carregado e Vila Franca de Xira, pela Estrada Nacional nº 1, estará cortada a partir das 14h00 de domingo, pois o pelotão volta a passar por Vila Franca cerca das 15h00. Desta forma, o trânsito na cidade só deverá estar normalizado no final de domingo, depois de retiradas todas as infra-estruturas necessárias à prova.São muitos constrangimentos que estão a preocupar os residentes e alguns comerciantes locais, mas que o presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita, acredita valerem a pena pela visibilidade que a cidade vai ter. “No colete encarnado e na feira de Outubro também se corta o trânsito. Não podemos prescindir destes eventos e destas grandes iniciativas. A PSP cada vez tem mais condições e experiência em encontrar alternativas”, refere o autarca. Para Alberto Mesquita, o benefício que a Volta representa para Vila Franca de Xira “compensa em muito um ou outro inconveniente. A cidade vai ser falada e quem ainda não a conhece vai passar a conhecer através das reportagens que serão feitas. A promoção do concelho é que é essencial neste aspecto. O trânsito será desviado e as pessoas vão-se habituar, estamos a falar da noite de sábado e parte do domingo, não é dia e meio ou um dia. Acho que o prejuízo é bem compensado por aquilo que é uma das maiores manifestações desportivas do país que vai passar por Vila Franca nos próximos três anos”, concluiu.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...