uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Começaram a ser emparedadas antigas casas das OGMA em Alverca

Começaram a ser emparedadas antigas casas das OGMA em Alverca

Câmara diz que a aquisição dos edifícios não é uma prioridade
Edição de 12.08.2015 | Sociedade
Começaram a ser emparedadas as portas e janelas de várias antigas casas dos trabalhadores das Oficinas Gerais de Material Aeronáutico (OGMA), no centro de Alverca. A medida visa reduzir o vandalismo e degradação no local, que tem sido albergue de toxicodependentes e prostitutas, que partiram as portas e janelas e ocuparam ilegalmente os edifícios. O emparedamento das vivendas acontece depois de a câmara ter voltado a insistir com a dona dos imóveis, a empresa pública Empordef, para a necessidade de cuidar daquele espaço. O presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita (PS), voltou a garantir que o município não está interessado na aquisição dos imóveis e que a sua compra não é considerada prioritária. “Se comprássemos aqueles edifícios íamos ter despesas grandes na sua manutenção e por isso temos de prioritar as intervenções e decidir bem onde investir o dinheiro nos tempos que correm”, explicou.Alberto Mesquita adianta que as casas custariam “muitos milhares de euros” a recuperar, atendendo ao estado de degradação em que se encontram. As antigas habitações das OGMA situam-se entre a Rua da Estação e a Rua Joaquim Sabino Faria. As casas foram construídas para serem usadas por funcionários e altos quadros das OGMA. Com os anos foram perdendo moradores. Algumas têm vidros partidos, com bocados de paredes a caírem sobre os passeios. Algumas fachadas têm servido de tela para os artistas dos grafites. Salva-se no meio deste cenário uns espaços (como caves e anexos) que estão a ser usados como sedes para associações de Alverca.
Começaram a ser emparedadas antigas casas das OGMA em Alverca

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...