uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Postos da GNR de Almeirim, Alpiarça e Santarém sem carros

Edição de 26.08.2015 | Sociedade
Os postos da GNR de Santarém, Almeirim e Alpiarça não têm tido viaturas para as ocorrências. A situação mais grave passou-se no último fim-de-semana quando todos os veículos do posto de Santarém ficaram inoperacionais devido a avarias. Mas nos postos de Almeirim e Alpiarça há pelo menos dois meses que existem bastantes dificuldades com viaturas. O comando territorial de Santarém da GNR confirma que no fim-de-semana avariaram várias viaturas e que se tem tentado fazer a melhor gestão possível. O oficial de relações públicas do comando de Santarém confirma a O MIRANTE que na segunda-feira já foram desbloqueadas verbas para se iniciarem as reparações de algumas viaturas. O MIRANTE sabe que há carros parados meses na oficina à espera de autorização de pagamento. Actualmente quando um carro da GNR vai para a oficina é feito um orçamento que é remetido para análise do comando geral. A GNR só manda reparar o carro quando for dada autorização e disponibilizado o dinheiro necessário.O posto de Alpiarça passa vários dias sem viatura e nessas alturas as ocorrências mais urgentes são asseguradas pelo posto de Almeirim, que também está bastante limitado. O posto de Almeirim ficou sem uma viatura que teve um acidente em Fevereiro e ainda não foi entregue ao posto. O outro carro deste posto teve uma avaria há cerca de um mês e desde essa altura que está parado, restando apenas uma viatura operacional que é um Fiat Punto com mais de 10 anos e descaracterizado. No sábado foi entregue um carro caracterizado. Durante o fim-de-semana em que Santarém esteve sem viaturas as ocorrências estiveram a ser asseguradas com o apoio dos postos do Cartaxo e de Rio Maior. A Associação dos Profissionais da Guarda fez uma exposição sobre o assunto ao comando geral. Mas as dificuldades não se prendem apenas com as viaturas. Também a nível de recursos humanos tem havido limitações sobretudo no destacamento de trânsito, em que é frequente ver viaturas com apenas um militar a responder a ocorrências. Situação que levanta preocupações de segurança para os militares.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...