uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Falta iluminação pública nalgumas zonas de Samora Correia

Locais como o parque do Arneiro dos Corvos estão às escuras a partir do final da tarde. Câmara está a acompanhar o caso e anuncia investimento em tecnologias mais económicas para iluminar as ruas.

Edição de 04.11.2015 | Sociedade
A falta de iluminação em vários locais do concelho de Benavente está a tornar-se um problema, sobretudo em alguns parques que, à noite, perto de zonas residenciais, se tornam zonas perigosas para quem tem de os atravessar. Nessa situação está, por exemplo, o parque do Arneiro dos Corvos, em Samora Correia, onde além de não haver qualquer iluminação no interior do parque, algumas das luminárias que servem a estrada em frente estão fundidas e até partidas. A situação foi levantada pelo vereador do PS na Câmara de Benavente, Luís Semeano, que questionou o presidente do executivo sobre que medidas está a pensar adoptar. “Temos constatado que em alguns locais do concelho a iluminação é precária. Em particular, no Arneiro dos Corvos, onde ao final do dia, sobretudo agora que é noite mais cedo, se torna complicado andar, o que é preocupante pois trata-se de uma zona residencial e de comércio. Também a estrada que serve a nova rotunda de Samora Correia, em frente ao Belo Jardim, padece do mesmo mal. O que está a ser feito?”, questionou.O presidente Carlos Coutinho (CDU) respondeu, lembrando os investimentos feitos pela autarquia nesse campo. “Temos vindo a acompanhar de perto todas as situações reportadas de lâmpadas fundidas. Há igualmente alguns sectores, não especificamente nesse local, que estão desligados por acção das células fotoeléctricas. Recordo que temos feito um investimento no reforço da iluminação, adjudicámos algumas iniciativas, como a substituição de lâmpadas normais por algumas de led para amenizar o consumo e proporcionar uma melhor iluminação. Na zona antiga de Samora Correia já está montado esse sistema, tal como em Benavente, entre o tribunal e a estrada nacional, por isso vamos avaliar a eficácia que nos dizem que pode reduzir os encargos em 75%”, explicou.O executivo tomou nota dos casos levantados para reportar aos serviços e lembrou que vai igualmente apresentar uma candidatura a fundos europeus, no âmbito do programa Portugal 2020, para poder melhorar a eficiência energética da iluminação pública e, assim, poder ter verba para estender a mesma a mais locais do concelho.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...