uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Presidente de Almeirim desmente comissão de utentes sobre extensão de saúde da Raposa

Presidente de Almeirim desmente comissão de utentes sobre extensão de saúde da Raposa

Pedro Ribeiro diz que não é com abaixo-assinados que se resolvem problemas
Edição de 04.11.2015 | Sociedade
O presidente da Câmara de Almeirim diz que não é com abaixo-assinados e manifestações que se resolvem os problemas. Pedro Ribeiro (PS) responde desta forma a um comunicado da Comissão de Utentes do Concelho de Almeirim (CUCA), no qual se refere que a extensão de saúde da Raposa vai reabrir devido a um abaixo-assinado que a comissão mandou para o Ministério da Saúde. O autarca informa que ainda não se sabe quando a extensão vai reabrir e que é ele que tem vindo, de há um ano a esta parte, a fazer pressão para resolver a situação. E recorda que foi devido à sua insistência que conseguiu que o vice-presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT) fizesse uma visita ao concelho, para tratar das questões das extensões de saúde.No comunicado a CUCA diz que “teve conhecimento que irá reabrir a Extensão de Saúde da Raposa. No entanto, não podemos também deixar de ter em conta que as acções feitas pelos utentes do concelho (nomeadamente através do abaixo-assinado, recolhendo mais de quatro mil assinaturas e entregue no Ministério da Saúde em 12 de Maio deste ano) foi fundamental para este desfecho”. Pedro Ribeiro salienta, em declarações a O MIRANTE, que o ministério “recebe abaixo-assinados todos os dias”. O autarca lembra que já teve várias reuniões com a ARS-LVT e com a direcção do Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria. Pedro Ribeiro explica que até agora não tem andado a fazer comentários sobre o assunto porque entende que “só se deve falar das situações quando elas se efectivam e não antes, quando ainda decorrem negociações”. O presidente estima que a extensão de saúde possa estar a funcionar em breve, recordando que a Raposa é a única freguesia do concelho que tem este serviço fechado.Neste momento, refere o autarca, falta concluir a instalação da rede informática das instalações e a colocação dos computadores (para acesso aos ficheiros clínicos e emissão de receitas e exames) para que o processo se conclua. Refere ainda que está previsto a colocação no local de um médico contratado em regime de prestação de serviços, num período ainda não definido. O município, acrescenta, vai também intervir no edifício, substituindo a cobertura em placas de fibrocimento, contendo amianto, e na melhoria das condições térmicas das instalações. Pedro Ribeiro sublinha que além da falta de médico, o outro motivo para o encerramento da extensão foi o da falta da rede informática. O município, refere, disponibilizou-se para o fazer mas a ARS-LVT assumiu a sua instalação. O autarca adianta ainda que a Junta de Freguesia da Raposa se disponibiliza para fazer o transporte do médico, enfermeiros e administrativos.
Presidente de Almeirim desmente comissão de utentes sobre extensão de saúde da Raposa

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...