uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Vila Franca de Xira e Alenquer são os concelhos da região com maior número de lares ilegais

Vila Franca de Xira e Alenquer são os concelhos da região com maior número de lares ilegais

Há cada vez mais idosos em risco sinalizados pelos serviços locais da Segurança Social

Idosos são vítimas de negligência, violência verbal e física e filhos que lhes retiram bens e rendimentos. 344 idosos foram identificados como estando em risco nos últimos dois anos nos concelhos de Vila Franca, Alenquer, Arruda dos Vinhos e Azambuja.

Edição de 04.11.2015 | Sociedade
Os concelhos de Vila Franca de Xira e Alenquer são aqueles onde, na região, existe maior número de residências e lares ilegais e onde mais tem aumentado o número de idosos em risco sinalizados pela Segurança Social nos últimos dois anos.Os dados foram avançados na última semana por Teresa Teixeira, representante do Serviço Local de Vila Franca de Xira do Centro Distrital de Segurança Social de Lisboa, durante um seminário alusivo à temática da terceira idade realizado no Museu do Neo-Realismo (ver texto nesta edição). Segundo a responsável, só nos primeiros seis meses deste ano, os técnicos tiveram de dar seguimento a 95 denúncias de idosos em risco, das quais 62 respeitantes ao concelho vilafranquense, 20 a Alenquer, 4 em Arruda e 9 em Azambuja. As solicitações têm crescido e só nos últimos dois anos já foram contabilizados mais de 228 idosos em risco no concelho de Vila Franca de Xira. 80 em Alenquer, 23 em Arruda dos Vinhos e 13 em Azambuja. A maioria é vítima de negligência, maus-tratos, violência verbal e física, abuso, filhos que lhes retiram a maioria dos bens e dos seus rendimentos e isolamento. Para Teresa Teixeira os números mais elevados em Vila Franca de Xira resultam da maior densidade populacional, de uma maior proximidade dos serviços e de uma rede de vizinhança que facilita as denúncias e o encaminhamento destes casos. “Temos conhecimento da existência de casas particulares e lares ilegais em que a denúncia quando nos chega já os idosos estão numa situação limite e têm de ser imediatamente retirados. Alenquer é um concelho também extenso mas mais rural e disperso. É dos quatro concelhos o que tem maior número de lares ilegais”, denunciou.Diz aquela responsável que a usurpação dos bens dos idosos por parte dos familiares é uma realidade cada vez mais presente. “O medo e a vergonha de denunciar os seus faz com que o idoso se refugie no silêncio a favor de quem os violenta. A ausência de enquadramento legal que proteja a pessoa idosa coloca-a numa situação de vazio em que é difícil agir, proteger e intervir. É importante trazer a jogo os serviços do Ministério Público, para a instauração de cada vez mais processos de interdição ou admissão de tutor”, notou. A responsável fez, apesar de tudo, um balanço positivo do trabalho que tem sido desenvolvido pelas diferentes entidades, durante uma contextualização da realidade social do concelho de Vila Franca de Xira e dos concelhos limítrofes. “A rede social de VFX contempla no seu plano de desenvolvimento social a criação de uma comissão municipal de protecção à pessoa idosa. É uma necessidade cada vez mais pertinente sendo um caminho pioneiro que deve ser levado a cabo”, notou.
Vila Franca de Xira e Alenquer são os concelhos da região com maior número de lares ilegais

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...