28º Aniversário | 18-11-2015 11:24

“Aderi à nova forma de consumir televisão que consiste em ver o que gosto quando me apetece”

O Facebook e as outras redes sociais melhoraram a sua vida? Não tenho facebook mas uso as redes sociais institucionalmente e reconheço que são hoje essenciais e uma forte ferramenta de marketing, divulgação e comunicação.Quais as qualidades que mais aprecia numa pessoa? Honestidade, inteligência e sentido de humor…Quantas vezes muda de canal por noite quando está a ver televisão? Cada vez vejo menos televisão. Aderi completamente à nova forma de televisão que permite ver, quando quero, as séries e os programas de que mais gosto.Quem lhe contava histórias quando era criança? Deviam ser os meus pais sem dúvida.Ler jornais é saber mais? Ler é sempre saber mais. Fazem falta mais mulheres na política? Penso que, felizmente, as mulheres já têm o seu lugar na sociedade e inclusive na política. É um processo evolutivo, normal.Qual a promessa que fez a si própria mais vezes no início de cada ano e que vai continuar a fazer porque ainda não conseguiu cumpri-la? Não fazer promessas que não consigo cumprir!O que tem que fazer um homem para ser um verdadeiro homem? Homem com H maiúsculo é aquele capaz de fazer algo em prol dos outros e da sua comunidade. Qual é o seu maior defeito? Devo ter vários…mas não consigo evidenciar assim... um maior defeito.Como é um dia bem passado? Entre amigos e família, sem dúvida.Qual a sua actividade preferida? Correr. Adoro correr.Há alguma coisa pela qual ainda valha a pena lutar até à morte se necessário for? Pela liberdade, mas se olharmos para as situações no mundo e para a situação particular do activista angolano em greve de fome…o até à morte torna-se bastante assustador.Qual foi a sua maior extravagância? Faço pequenas extravagâncias mas não me lembro de uma grande extravagância.Lembra-se da última vez que usou a bicicleta como meio de transporte? Nunca usei. Não sendo isso uma desculpa, creio que grande parte das nossas cidades não estão preparadas para o uso da bicicleta. Mas acho estamos a fazer esse caminho. O respeitinho é muito bonito? Essencial.A beleza é fundamental? É a beleza que nos inspira.O que significa a expressão “Gozar a vida”? É aprender com o meu gato; boa comida, lugares soalheiros e ser feliz!Alguma vez deu sangue? Não, nunca.Alguma vez pediu o livro de reclamações? Nunca pedi. Sou mais do tipo de cliente que quando não está satisfeito não reclama mas também não volta, o que é errado. Reclamar normalmente é dar uma segunda oportunidade.O mundo vai ter que falar mandarim ou os chineses é que vão passar a falar inglês? Espero que Inglês.A Justiça é igual para todos? Acredito que sim, o acesso a ela é que nem sempre é igual.Qual o seu prato preferido de bacalhau? De forma geral gosto de todos os pratos de bacalhau.Alguma vez frequentou uma praia de nudismo? NãoTem médico de família? Sim.Tem alguma tatuagem ou já pensou em fazer uma? Não, acho que não saberia o que escolher para algo tão definitivo.O que sente quando vê pessoas a pagar promessas de joelhos em Fátima? Impressiona-me todo o tipo de fé que envolva sacrifício. Sente-se livre? Sim. Tenho a sorte de ter nascido e vivido do lado certo do mundo.Quantos verdadeiros amigos acha que tem? Muitos e bons!“Os bons recursos humanos de nada valem sem bons líderes”Como foi a sua evolução profissional? Iniciei a minha vida profissional como professora dos ensinos básico e secundário, leccionei durante 4 anos. De seguida desempenhei funções como técnica superior na Câmara Municipal de Tomar, numa primeira fase em regime de requisição. Fui durante 12 anos Chefe da Divisão de Desporto e Juventude da Câmara Municipal de Tomar e ao longo dos anos especializei-me na área da gestão da qualidade ao nível das instalações e serviços de desporto. Desde o início de 2015 abraço este novo desafio como administradora da Desmor. A minha família sempre me deu força e me apoiou.Como é que classifica os recursos humanos disponíveis no mercado? Temos claramente recursos humanos mais qualificados do que tínhamos no passado, mas por vezes um recurso não vale por si só, temos de ter bons líderes e bons actos de gestão.Está preparada para tudo na sua vida profissional? Estamos sempre preparados para mais do que pensamos…..mas devemos ter sempre bem presentes as nossas capacidades e competências.Comente a situação actual do país onde vive e da sua região em particular. Apesar de todos os altos e baixos, das grandes dificuldades que ultrapassámos e continuamos a ultrapassar sou optimista e vejo a situação do país com esperança. Cada região tem as suas especificidades e mais-valias, temos de ter visão estratégica e actuar no sentido de as optimizar fazendo delas um factor de crescimento. Temos excelentes exemplos de áreas emergentes no nosso país, o surf, o sector vinícola, a gastronomia, temos um clima magnífico, o mar, somos um país seguro e cheio de património.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo