28º Aniversário | 18-11-2015 11:29

“Hoje precisamos sobretudo de pessoas sérias e altamente competentes”

Fale-nos da sua vida profissional e da forma como lá chegou. Licenciei-me em Economia e fiz o MBA em Gestão de Empresas. Assumi, durante vários anos, funções de responsabilidade numa empresa de consultoria nas áreas económica e financeira; fundos comunitários; implementação de sistemas para certificação e formação. Fui consultora, formadora e auditora. Em finais de 2012 surgiu o convite para integrar o Conselho de Administração da Águas de Santarém e aceitei o desafio.A família ajuda e é parte importante da estratégia profissional? Claro que sim. O apoio familiar é fundamental.Como classifica os recursos humanos disponíveis no mercado? Há recursos humanos muito bem preparados e com excelentes qualificações. Acredito que, em termos gerais, o ensino em Portugal é francamente bom.Está preparada para tudo na sua vida profissional? Alguém está?! Nunca estamos preparados para tudo e a grande questão é estarmos preparados para mudar, para aprender, para crescer e para (re)iniciar tudo se preciso for. A flexibilidade, a aprendizagem permanente a humildade têm que estar presentes no nosso percurso profissional.Qual a tradição que nunca podemos deixar morrer? Comemorar o Natal em família.O respeitinho é muito bonito? Claro!A beleza é fundamental? Não é fundamental. Se existir, melhor… mas é preciso muito para além da beleza.Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer? Absolutamente. Admiro as pessoas que, deitando-se continuamente tarde, conseguem manter um bom ritmo de trabalho.O que tem que fazer um homem para ser um verdadeiro homem? Tem que ser gentil, honesto e inteligente.Quem lhe contava histórias quando era criança? A minha mãe.Ler jornais é saber mais? É, sem dúvida.Fazem falta mais mulheres na política? Não coloco a questão assim. Aceito e compreendo que em tempos passados tenha existido a necessidade de criar mecanismos legais que favorecessem o envolvimento de mulheres na actividade política. Hoje penso que precisamos sobretudo de pessoas sérias e altamente competentes, com experiência, maturidade e empenhadas em servir a causa pública com espírito de missão.Quais as qualidades que mais aprecia numa pessoa? Honestidade, generosidade e humildade.Qual a promessa que fez a si própria mais vezes no início de cada ano e que vai continuar a fazer porque ainda não conseguiu cumpri-la? Inscrever-me num ginásio e praticar exercício físico com regularidade!Qual é o seu maior defeito? Talvez a impulsividade.Como é um dia bem passado? Com amigos e família.Qual a sua actividade preferida? Ler. Quem me dera ter mais tempo para ler!Há alguma coisa pela qual ainda valha a pena lutar até à morte se necessário for? Pela Democracia.Tem alguma superstição? Não, sinceramente, nunca tive.Durante quanto tempo é capaz de guardar um segredo? Anos.O que significa a expressão “Gozar a vida”? Significa saber reconhecer, aproveitar e valorizar os pequenos, e por vezes inesperados, momentos de felicidade que a vida nos dá. E isso, tanto pode acontecer num qualquer lugar fantástico com a família e um grupo de amigos, como num dia de trabalho que, por algum motivo, nos realizou particularmente.Ir comprar roupa ou calçado dá-lhe prazer? Sim, confesso!Alguma vez pediu o livro de reclamações? Não, nunca. Sou mais do género de não voltar, se realmente fiquei insatisfeita. Mas reconheço que não é a atitude mais correcta.O mundo vai ter que falar mandarim ou os chineses é que vão passar a falar inglês? Por algum motivo há uma oferta cada vez maior de aulas de mandarim…A Justiça é igual para todos? Receio que não. Ainda não.Sabe algum refrão de uma cantiga do Quim Barreiros? Não.Viu algum filme do cineasta Manoel de Oliveira do princípio ao fim? Não.Subscrevia uma proposta para termos outro hino nacional? Não vejo motivo para isso.Gosta de grandes reuniões familiares? Adoro!Este Mundo está perdido? Não, claro que não. Ainda que por alguns momentos sintamos vacilar algumas das certezas que tínhamos como absolutas (aconteceu comigo muito recentemente e creio que não terá sido só comigo…). O Mundo está sim em constante mutação e exige de todos uma permanente capacidade de adaptação.Alguma vez assistiu a uma tourada ao vivo? Assisti a muitas. É um espectáculo que aprecio muito.Tem médico de família? Não vou há alguns anos, não tenho a certeza… mas julgo que não.O que sente quando vê pessoas a pagar promessas de joelhos em Fátima? Uma profunda comoção.Sente-se livre? Sinto. Apesar dos horários, das responsabilidades, das rotinas, quantas vezes barafusto por ser “escrava do relógio”… Mas com as condições e modo de vida que tenho, jamais ousaria dizer que não tenho liberdade.Quantos verdadeiros amigos acha que tem? Nunca pensei nisso e nunca os contei. Sei o que realmente interessa: que tenho bons e verdadeiros amigos e que os que tenho valem por muitos!A instalação de câmaras de vídeo vigilância é uma boa maneira de combater a criminalidade? Sim, tem desde logo um efeito dissuasor.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo