28º Aniversário | 18-11-2015 11:35

Uma nova vida para os nossos rios

A poluição continua a afectar pontualmente alguns cursos de água da região, como os rios Tejo, Almonda, Alviela ou Maior, mas a situação já foi bem pior. A proliferação das estações de tratamento de águas residuais, conhecidas pela sigla ETAR, com a chegada dos fundos comunitários, ajudou em muito à melhoria do cenário e foi um dos frutos da entrada de Portugal na União Europeia. O projecto para despoluição do Alviela, com vultuosos investimentos sobretudo no sistema de tratamento de Alcanena, está praticamente concluído e é decisivo para mudar o curso da história nessa zona martirizada pela poluição durante muitos anos. E, nestes últimos 28 anos, a construção de ETAR como as de Almeirim/Alpiarça, de Torres Novas ou de Vila Franca de Xira ajudaram a que os nossos rios se tornassem mais limpos e amigos da vida animal. Mas esse é um daqueles trabalhos que nunca está acabado.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo