uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Comerciantes e moradores lamentam degradação do mercado de Alhandra

Comerciantes e moradores lamentam degradação do mercado de Alhandra

Nos dias de maior temporal chega a cair chuva em cima das bancas de alimentos

Presidente do município de Vila Franca de Xira admite que é preciso “olhar, avaliar e pensar” o que fazer naquele espaço, cujo edifício remonta a 1927.

Edição de 18.11.2015 | Sociedade
O espaço onde funciona o mercado de Alhandra, localidade do concelho de Vila Franca de Xira, precisa de obras urgentes que tragam mais condições de qualidade e conforto a quem o visita e a quem ali faz negócio. O lamento é deixado a O MIRANTE por vários comerciantes e moradores daquela vila, que lamentam que o espaço se tenha vindo a degradar ao longo dos anos sem que tenha sido feita qualquer intervenção de melhoria. Diz quem ali vende que é preciso um piso novo, pintura nova nas paredes, melhor iluminação, novas bancadas e sobretudo que sejam reparados os problemas no telhado, porque sempre que chove com mais intensidade a água infiltra-se e, no limite, chega a obrigar os comerciantes a tapar os alimentos para que não lhes chova em cima.O espaço tem actualmente cerca de uma dezena de comerciantes, entre vendedores de fruta, peixe e legumes. Na última reunião de câmara o vereador da CDU, Nuno Libório, alertou para a situação dizendo que o espaço está “carente de obras” e que se trata de um equipamento “útil para a população” que deve ser “melhorado”. Há vários meses a coligação Novo Rumo também já alertara várias vezes para o problema.Alberto Mesquita (PS), presidente da câmara, reconheceu que o espaço precisa de uma intervenção mas lembrou que não é propriedade do município. “Gerimos o espaço a troco de uma renda mensal. Só falando com o dono do edifício [a Associação do Hospital Civil e Misericórdia de Alhandra] é que poderemos ver como as coisas podem evoluir. É necessário olhar, avaliar e tentar fazer alguma coisa”, explicou.O autarca lembrou que nos últimos meses tem sido feito um investimento considerável pelo município na recuperação das instalações de vários mercados, entre eles Vila Franca de Xira e Forte da Casa.O presidente da Junta de Freguesia de Alhandra, Mário Cantiga, explica que não tem recebido queixas do mau estado do mercado mas antes da inflexibilidade da câmara em permitir melhorar os horários de funcionamento. “Nisso dou razão aos comerciantes, o horário é completamente desajustado à realidade das famílias. Ninguém faz compras das 9h00 às 17h00, excepto a população mais envelhecida. Há a necessidade de repensar essas questões”, defende.O mercado de Alhandra fica situado na rua Maria Annes e ocupa o local de uma antiga igreja do século XVI. O edifício foi construído em 1927 e é caracterizado pela planta em L e por um portão de ferro forjado. Une duas ruas do centro da vila e encerra aos domingos. Às segundas-feiras abre às 07h00 e fecha às 14h00. De terça a sexta funciona das 07h00 às 15h00 e aos sábados funciona das 06h00 às 15h00.
Comerciantes e moradores lamentam degradação do mercado de Alhandra

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...