uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Aprovado passeio ribeirinho e ciclovia da Póvoa até Lisboa

Obra será candidatada a fundos comunitários para poder avançar
Edição de 24.02.2016 | Sociedade
Foi aprovada, na última reunião pública da Câmara de Vila Franca de Xira, a contratação de serviços para elaboração do projecto de execução do parque ribeirinho Moinhos da Póvoa e a ciclovia do Tejo, que se estenderá da Póvoa de Santa Iria até ao limite do concelho, e daí até ao Parque das Nações, em Lisboa.A proposta foi aprovada por unanimidade e tudo depende agora de como o vizinho concelho de Loures, gerido pela CDU, desenvolverá os seus esforços para que a via não termine apenas no limite do concelho vilafranquense. “Esperamos que, se Loures conseguir fazer a sua intervenção na sua zona ribeirinha, possamos conseguir ter uma ligação ribeirinha entre a nossa zona e a zona de Lisboa. Isso reforçaria as condições de fruição da zona ribeirinha desta Área Metropolitana de Lisboa Norte”, afirmou Fernando Paulo Ferreira, vice-presidente do município vilafranquense.O projecto agora aprovado pretende fazer a ligação entre o actual parque urbano da Póvoa e o concelho de Loures, prevendo o município ter uma área total de cerca de 23 mil metros quadrados e para a ciclovia uma extensão ribeirinha de quase dois quilómetros. Está também prevista uma ligação directa, pedonal e ciclável, à cidade da Póvoa de Santa Iria, que será perpendicular ao rio. A obra será candidatada a fundos comunitários do Portugal 2020 e pretende continuar o investimento de requalificação ribeirinha que tem sido feito nos últimos anos no concelho de Vila Franca de Xira. Alverca continua a ser a única localidade sem acesso à margem ribeirinha, por causa das servidões aeronáuticas ali existentes.“Tem havido reuniões técnicas com Loures com vista a fazer a interligação da sua zona ribeirinha à nossa mas ainda vamos ver como isso vai evoluir. Também temos feito esses contactos com Alenquer, com vista a avançar com o parque urbano na Vala do Carregado”, explica Fernando Paulo Ferreira, que disse a O MIRANTE contar ter o projecto de execução da nova estrutura pronto até ao final deste ano. “À partida, 2017 será ano de obra”, acredita.O actual parque ribeirinho existente na Póvoa de Santa Iria foi inaugurado a 20 de Julho de 2013 e foi considerado um exemplo na regeneração de zonas ribeirinhas na Área Metropolitana de Lisboa. A frente ribeirinha da Póvoa ficou transformada numa área de 5,6 mil metros com áreas de repouso, ginásios ao ar livre, zonas de pesca, ligações pedonais e ciclovias. Representou um investimento de 6,5 milhões de euros.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...