uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Cláudia Sofia Pimentel Amaral

Cláudia Sofia Pimentel Amaral

Optometrista na MultiOpticas de Fátima, 27 anos, Ourém

“Gosto de ir às compras mas qual é a mulher que não gosta?! Claro que não podemos estar sempre a comprar, mas de vez em quando sabe bem comprarmos alguma coisa que nos faça sentir bem. Confesso que me dá mais gozo comprar um par de sapatos do que comprar roupa”* * *“A sinceridade e a confiança são a base de tudo. Prefiro sofrer com uma verdade do que iludir-me com uma mentira”

Edição de 23.03.2016 | Agora falo eu
Tem alguma superstição?Se um gato preto atravessar a rua eu, instintivamente, cruzo logo os dedos. Não sei bem porque faço isso, porque não me considero supersticiosa mas faço-o. Também evito passar por debaixo de escadas mas tirando estas duas situações não me lembro de mais nenhuma. Ir comprar roupa ou calçado dá-lhe prazer?Gosto de ir às compras mas qual é a mulher que não gosta?! Claro que não podemos estar sempre a comprar, mas de vez em quando sabe bem comprarmos alguma coisa que nos faça sentir bem. Confesso que me dá mais gozo comprar um par de sapatos do que comprar roupa. O que tem que fazer um homem para ser um verdadeiro homem?A sinceridade e a confiança são a base de tudo. Prefiro sofrer com uma verdade do que iludir-me com uma mentira.Há alguma coisa pela qual ainda valha a pena lutar até à morte se necessário for?Claro que sim. Temos que lutar pelos nossos objectivos e principalmente pelos nossas sonhos. O valor das coisas está na força das nossas conquistas.A justiça é igual para todos?Não é. A começar pela justiça social, por exemplo. Em criança ouvi uma frase que na altura não fazia muito sentido mas que agora faz. “O rico cada vez fica mais rico e o pobre cada vez mais pobre”. Acho que não é preciso dizer muito mais. Dou mais um exemplo: nas estradas também não há justiça. Os automobilistas têm mais direitos que ciclistas e peões. Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer?Já a minha avó dizia isso. Mas eu sou mais ao contrário, daí não ter crescido muito. Não sou uma pessoa que goste de me deitar cedo mas acho fundamental dormir as horas suficientes para recuperar energias. Gostava de viver numa ilha deserta?Porque não!? Já vivi a minha vida quase toda numa ilha. Não ia fazer muita diferença. Tinha era que levar comigo as pessoas mais importantes da minha vida.Lembra-se da última vez que usou a bicicleta como meio de transporte?A última vez foi o ano passado, no Verão. Fui fazer umas pequenas compras e levei a bicicleta com um cestinho. Recordei muito a minha infância. Tenho pena de não andar mais de bicicleta.O que sente quando vê pessoas a pagar promessas de joelhos em Fátima?Admiração. Cada pessoa tem a sua maneira de expressar a fé.Alguma vez frequentou uma praia de nudismo? Nunca frequentei mas não sou contra. Gosta de grandes reuniões familiares?Adoro! A minha família é enorme. Tenho quatro irmãos, sou a quinta filha e a mais nova. Estou habituada a estar rodeada de família e ser mimada por eles todos. Tenho muitos tios e primos e costumamos ter essas reuniões familiares. Os meus pais têm por hábito, aos domingos, almoçar com todos os meus irmãos, cunhadas e sobrinhos. E à noite juntam-se lá em casa os meus tios e tias, ou seja, o domingo é o dia de estar com a família. Durante quanto tempo é capaz de guardar um segredo?Para toda a vida se for preciso. Segredo é segredo.Se vir alguém deitar lixo para o chão diz-lhe alguma coisa?Só se for alguém que conheça. Se for uma pessoa desconhecida não lhe digo nada. Quando posso apanho o lixo e ponho-o num caixote do lixo.Fale-me sobre um objecto de uso diário essencial para si?Podia até falar em dois objectos. Os meus óculos ou lentes de contacto e o meu telemóvel. Os óculos porque se não os tenho o dia não me corre bem. Fico mais cansada e com dores de cabeça. O telemóvel porque gosto de estar sempre contactável. Ler jornais é saber mais?Ler é que é fundamental. Ler jornais, livros, revistas... claro que os jornais são muito importantes para estarmos actualizados. Na minha opinião a palavra escrita tem muita força.
Cláudia Sofia Pimentel Amaral

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...