uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Indignação pela não colocação de lombas em Arreciadas, Abrantes

Edição de 23.03.2016 | O Mirante dos Leitores
O assunto que me traz a escrever para o vosso jornal é a minha preocupação pelas velocidades, supostamente excessivas, praticadas dentro do limite urbano de Arreciadas (Abrantes), mais concretamente na rua principal. Dei conhecimento da situação à Câmara de Abrantes e sugeri que fossem colocadas lombas redutoras de velocidade que me respondeu de uma forma que me deixou indignado. Diz que os sinais de trânsito colocados na zona são suficientes uma vez que a circulação acima das velocidades ali expressas constitui infracção ao código da estrada.Algumas informações dadas nem sequer estão correctas. O sinal colocado no início da localidade não indica como limite de velocidade os 50 quilómetros por hora mas sim 30 quilómetros por hora. O sinal está lá, embora em muito mau estado. Também me foi dito que seria alertada a Guarda Nacional Republicana para que, se possível, adopte uma acção fiscalizadora mais activa para o local e que a implantação de lombas redutoras de velocidade no local não é viável porque no espaço de um quilómetro teriam que ser colocadas sete, mais a sinalização vertical adequada, para se conseguir uma verdadeira acalmia de tráfego na rua. Para além do mais, refere a resposta, também não será admissível a instalação de lombas porque se trata de uma via estratégica no acesso do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil, INEM ou Administração Regional de Saúde, “sendo a via referida o principal acesso a São Facundo e a principal ligação a zonas florestais com risco de fogos florestais”.Esta indignação pela não colocação de lombas não é só minha, como também outros habitantes desta localidade que têm demonstrado preocupação alertando a própria junta de freguesia.João Hilário

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...