uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Insolente Serafim das Neves

Edição de 20.04.2016 | E-mails do outro mundo
Acolho de braços abertos a sugestão que dás da organização de um concurso Miss Tágide do Tejo e acolherei também, da mesma forma, todas as candidatas seleccionadas para a final. Uso a expressão acolher de braços abertos por ser uma das favoritas dos políticos em geral. Eles acolhem tudo e mais alguma coisa de braços abertos. Desde os elogios às críticas elogiosas, passando pelas velhinhas que os vão beijocar durante as inaugurações para matarem saudades de pessoas a quem possam beijocar porque ninguém as visita nos lares de idosos e muito menos com as bochechas disponíveis para serem beijocadas. Quanto ao Tejo, acho que merece tudo de bom. Sejam Tágides desnudadas, golfinhos aos saltos, fataças e bogas de ar saudável ou deputados da comissão parlamentar de ambiente em barcos de pesca a invectivarem os espanhóis por causa dos transvases e da central nuclear de Almaraz.Os ambientalistas do Bloco de Esquerda ali dos lados de Abrantes dizem que depois de passar a comitiva parlamentar do ambiente a congratular-se pelo facto de a água do Tejo estar com bom aspecto, a poluição voltou em força. Tal constatação só prova que os poluidores não são nenhuns selvagens. Só pessoas com educação esmerada e respeito pelos representantes do povo aguentariam quatro dias consecutivos como eles, sem evacuar, digamos assim. Por falar em evacuar ando curioso por saber se já foi passada alguma multa de quinhentos euros a algum dono de canídeo de Benavente, pelo facto de não recolher as fezes que o seu animal tenha deixado em algum passeio ou jardim. Sabendo nós o que por aí vai em termos de produto espalhado a esmo por todo o lado, a esta altura a câmara já devia ter dinheiro suficiente para pôr a concurso um equipamento social que esteja a fazer falta aos munícipes.Ainda sobre este assunto da incontinência canina, e referindo-me a algumas observações críticas que tens feito sobre o mesmo, lembro-te que estamos no paraíso. Imagina a Índia onde as vacas são sagradas e podem escagazar à vontade sem que ninguém possa fazer mais do que as adorar?! E vê aquilo a que estão sujeitos os donos daqueles santos animais se alguma postura municipal os obrigar a recolher todas as cagadelas. Em vez de saírem à rua com um saquinho plástico, têm que andar com sacos de 100 ou 120 quilos e carrinhos de mão para o transporte.A Junta de Freguesia da Raposa contratou a filha da presidente e foi um falatório do camandro. Foi de tal forma que o concurso acabou anulado. Eu acho mal tanta crítica malévola. Acho mesmo muito mal. Afinal para que serve ter uma mãe presidente se ela não nos pode arranjar emprego ao pé dela? É assim que querem incentivar a harmonia familiar? É afastando os filhos dos pais que querem promover a família, essa célula básica da sociedade?! E porque é que só atacam os pequeninos. Se a mãe em vez de presidente da junta fosse...eu sei lá...presidente da Assembleia da República e contratasse a filha para sua secretária, alguém iria anular o contrato?!! Claro que não. Chateia-me esta nossa mania de desvalorizar o poder local. Falam muito de política de proximidade mas é só da boca para fora. Quando alguém passa à prática, ai Jesus que é nepotismo e coisas assim. Lamentável!!! O presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, encanzinou-se com uma vereadora da oposição por ela usar o Facebook para comentar os assuntos municipais em vez de se manifestar no decurso das reuniões do executivo. Não percebo situações destas. Sinceramente não percebo! Metem-se computadores e internet nas escolas e na câmara, incentiva-se o uso das novas tecnologias e depois critica-se quem usa o Facebook? Se o ex-ministro João Soares em vez de prometer bofetadas aos críticos no Facebook, as tivesse prometido numa reunião do Conselho de Ministros alguém tinha sabido alguma coisa? Força senhora vereadora Élia Figueiredo! Que não lhe doam os dedinhos para poder usar o smartphone. Faz muito bem em poupar a voz para as sessões de karaoke com os amigos.Saudações tecnológicasManuel Serra d’Aire

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...