uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Médico manda deitar dedo de ferido para o lixo 

Edição de 20.04.2016 | O Mirante dos Leitores
Se a um médico basta ser bom em termos profissionais não lhe sendo feita qualquer exigência em termos de bom senso, educação e sensibilidade a conclusão a que podemos chegar é que, com a evolução da técnica, qualquer dia a medicina pode passar a ser exercida por robots que serão concerteza mais eficazes e, se bem programados, mais bem educados. A administração do Hospital de Santarém faz mal em deixar passar este episódio em claro. O que está em causa não é saber se o dedo poderia ser usado e reimplantado na mão (pelos visto isso não seria possível). O que está em causa é a forma como o médico agrediu a sensibilidade da vítima do acidente, dos seus acompanhantes e dos bombeiros que levaram o dedo dentro do recipiente com gelo, ao mandar deitar o dedo para o lixo à frente de todos. A minha avó, que era uma pessoa muito terra a terra, diria que o doutor foi “uma besta”. Não usarei tal expressão porque os tempos mudaram e as confrarias e corporações me atacariam por não ser politicamente e socialmente correcto mas quem tiver ainda alguma inteligência e sensibilidade, perceberá que ele esteve mal.Francisco Matos GuedesÉ mais um exemplo da falta de humanização, sensibilidade e frieza com que muitos profissionais de saúde lidam com os doentes! Pergunto se fosse um familiar deste médico ele teria actuado da mesma forma? Já estou reformado mas fui enfermeiro durante 45 anos, portanto sei do que estou a falar.Manuel Trindade

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...