uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Fundação criada em memória de professora falecida premeia alunos de Rio Maior

Maria Alice Esteves recordada com a atribuição de bolsas e prémios a estudantes do concelho
Edição de 20.04.2016 | Sociedade
Maria Alice Esteves fez a sua vida profissional como professora do 1º ciclo no concelho de Rio Maior. A doença levou-a em 2014, aos 63 anos, mas o seu nome vai continuar a ser recordado na comunidade escolar graças aos prémios e bolsas que a Fundação Professora Maria Alice Esteves, criada por sua mãe, vai atribuir a alunos do concelho. Essa entidade vai conceder anualmente bolsas de estudo, no valor de 750 euros cada, a dois alunos que apresentem comprovado grau de carência económica que tenham concluído o 12º ano numa escola do concelho e que se tenham matriculado pela primeira vez no ensino superior nesse ano lectivo. Serão ainda atribuídos três prémios de mérito académico, igualmente durante o mês de Outubro, cada um no valor de 500 euros, ao melhor aluno de cada uma das três escolas do concelho que ministram esse ciclo de ensino.Para o efeito, a Fundação Professora Maria Alice Esteves conta com a colaboração da Câmara de Rio Maior, mediante protocolo a estabelecer entre as duas partes e cuja minuta foi aprovada pelo executivo camarário na sua última reunião. A autarquia compromete-se a publicitar as bolsas de estudo e os prémios na sua página electrónica e junto das escolas, bem como a colaborar na selecção, em parceria com os estabelecimentos de ensino, dos alunos que reúnem os requisitos para atribuição desses prémios e bolsas. O protocolo não implica quaisquer encargos financeiros para o município.Maria Alice Esteves nasceu em 1951 no concelho do Sabugal, distrito da Guarda. Para além de professora, foi uma pessoa cívica e politicamente activa na comunidade de Rio Maior. Participou na vida associativa local, foi dirigente sindical e cabeça de lista da CDU à Câmara Municipal de Rio Maior nas eleições autárquicas de 2001 e 2005. Deu aulas durante algumas décadas na localidade de Asseiceira até ao seu falecimento.Na reunião do executivo camarário de 8 de Abril, foram várias as vozes que enalteceram a proposta em apreço. A vereadora da Educação, Ana Filomena Figueiredo (coligação PSD/CDS), contou que foi a mãe da professora falecida que contactou a autarquia expressando a vontade da filha em que o dinheiro que amealhou ao longo da sua vida fosse aplicado na terra onde o ganhou, na área onde sempre trabalhou - a educação.“Não é um gesto de caridade, é um gesto de nobreza de carácter que colocar recursos que foi acumulando durante a vida ao serviço dos que mais necessitam, que menos têm e menos podem”, disse por sua vez o vereador Augusto Figueiredo (CDU), destacando também a atitude generosa da mãe da professora, de 88 anos.Augusto Figueiredo conheceu de perto Alice Esteves, destacando a O MIRANTE a sua “educação e práticas cívicas, políticas e partidárias alicerçadas na justiça, na liberdade, emancipação pessoal e na transformação da sociedade”. Diz que a professora “exerceu durante décadas a sua profissão com elevado grau profissionalismo, competência, empenho e serviço público”, acrescentando que “a educação pelos afectos era a base do seu trabalho”, lutando sempre por uma escola de oportunidades e sucessos para todos.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...