uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Vila Chã de Ourique reúne rainhas das vindimas em desfile

Os “Trintões” prestam homenagem às 28 representantes da freguesia nas festas das vindimas desde 1988 e procuram ajudar uma associação e a freguesia. A tradição de realizar as festas de São Sebastião não foi cumprida.

Edição de 20.04.2016 | Sociedade
“30 Anos de História” é o nome do evento que reunirá no sábado, 23 de Abril, no Centro Social Ouriquense, as rainhas das vindimas que representaram Vila Chã de Ourique no concurso da Rainha das Vindimas do concelho do Cartaxo, desde 1988. O evento abre portas às 16h00 e a partir das 21h30 começam as atracções. São evocadas as 28 rainhas das vindimas de Vila Chã de Ourique com o desfile de cerca de 17 delas e ainda dos dois reis das vindimas que começaram a ser eleitos em 2014.A entrada é livre e também há música com dois cantores ouriquenses, Joana Almeida e Nuno Barroca, e com o som do grupo da terra Geração XXI. O grupo Trio Admira (Te), também da freguesia, tem várias surpresas preparadas, entre elas representação de um teatro. O evento, organizado pelos “Trintões 2016”, serve para angariar donativos monetários, bens materiais e alimentares para doar à Cáritas de Vila Chã de Ourique, assim como obter fundos para que a junta de freguesia possa comprar material de fitness (de ginásio) para um dos parques da localidade.A tradição já não é o que eraDita a tradição que todos os anos as pessoas de Vila Chã de Ourique que completam trinta anos devem organizar a festa de São Sebastião em Janeiro, no entanto, em 2016 isso não aconteceu. Como noticiado em Janeiro por O MIRANTE, os “Trintões 2016” não organizaram a festa devido a divergências com a paróquia local. O grupo não concordou que as receitas fossem exclusivamente a favor da Paróquia Senhor Jesus dos Aflitos, de Vila Chã de Ourique, conforme define o regulamento que lhes foi apresentado pelo pároco. Na altura, os “Trintões 2016” apresentaram uma contraproposta que previa que metade das receitas fosse para a paróquia e os restantes 50 por cento fossem divididos em partes iguais pela Associação Comunitária Acção Social (ACAS) e pela Cáritas de Vila Chã de Ourique, “abrangendo assim um maior número de beneficiários”, o que foi negado pela paróquia que se refugiou no regulamento. As Festas em Honra do Mártir São Sebastião de Vila Chã de Ourique acabaram por realizar-se com organização da paróquia, nos dias 23 e 24 de Janeiro.A responsável dos Trintões, Juliana Antunes, disse a O MIRANTE que a relação com a paróquia ficou igual à que havia antes desta divergência: “Alguns de nós somos católicos, embora possamos não ir à missa, mas respeitamos todos e estamos bem com toda a gente”. Juliana Antunes acrescentou que tudo não passou de uma mera discordância.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...