uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Nersant desafia empresas a integrar plataforma de apoio à exportação

Associação apresentou o projecto durante uma sessão em Torres Novas

Edição de 27.04.2016 | Economia

No âmbito da sua estratégia de desenvolvimento da economia da região do Ribatejo, a Nersant - Associação Empresarial da Região de Santarém pretende criar uma plataforma para a exportação, ferramenta tecnológica inovadora que visa o crescimento da capacidade de exportação, ao abrir as portas do mercado internacional. Com o objectivo de estudar a viabilidade de implementação desta plataforma, a associação apresentou o projecto às empresas do Ribatejo, desafiando-as a juntarem-se à iniciativa.
A Plataforma Exportar & Internacionalizar baseia-se num conceito que tem como objectivo a aproximação de dois mundos extremamente fragmentados: a procura mundial e a oferta nacional, que enfrenta claramente alguma adversidade no acesso aos mercados. Desta forma, a plataforma, para além de aproximar a oferta mundial dos produtores da região, reduzir investimentos em promoção e divulgação nos diferentes mercados e ultrapassar dificuldades como densos processos administrativos e logísticos, diversas línguas, recebimentos, entre outros. Tal e qual como a plataforma Alibaba.
A ideia é que a Nersant seja a líder da criação desta plataforma, candidatando-a a fundos comunitários, mas para isso precisa garantir a adesão das empresas da região do Ribatejo que façam, posteriormente, a gestão da mesma como um negócio. “O objectivo é que o modelo de suporte e gestão da plataforma seja pensado em conjunto com as empresas, para que a plataforma se adeqúe o melhor possível às suas necessidades”, disse Pedro Félix, vice-presidente da Comissão Executiva da Nersant, na reunião de Torres Novas. E esclareceu ainda as dezenas de empresários presentes: “Atenção que esta ferramenta não é apenas um portal com loja online. Trata-se, antes, de um serviço que apoia todas as fases do processo de exportação para aqueles que, sozinhos, não têm capacidade de o fazer”.
“A plataforma tornar-se-á ainda auto-sustentável com um volume de transacção na ordem dos 4 milhões de euros. Se pensarmos que os associados do AgroCluster Ribatejo têm um volume de exportação na ordem dos 600 milhões, verificamos que alcançar este número pode não ser assim tão difícil”, referiu ainda Pedro Félix.
A apresentação do modo de funcionamento da plataforma ficou ao cargo dos profissionais da Inodev, agência de inovação. Para mais informações sobre esta plataforma, os interessados poderão contactar o Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da Nersant, através dos contactos datic@nersant.pt ou 249 839 500.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...