uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
O maior problema é o balão da GNR

O maior problema é o balão da GNR

José Morais, 42 anos Construtor - Pinheiro Grande Viagem - Fui aos Açores em trabalho e gostei muito.

Edição de 27.04.2016 | Especial Ascensão

Na Chamusca a Festa da Ascensão deve continuar a realizar-se na sede do concelho. É esta a opinião de José Morais. Apesar de ser do Pinheiro Grande não é adepto da descentralização dos festejos.
No entanto, a centralização dos festejos impede-o de conviver mais com os amigos durante o tempo que a mesma dura. “Sou fiel às tradições mas não vou muito à Ascensão. É por falta de tempo e também porque ao juntar-me com os amigos bebemos sempre uns copos a mais e depois a Guarda tem o costume de aparecer e andar à caça à multa. Prefiro ficar mais perto de casa,”conta.
Sobre as mudanças políticas que ocorreram a nível autárquico é bastante crítico. “Todos querem é tacho e isto está cada vez pior. Agora andam a cortar as ervas na beira das estradas mas o presidente da junta e o presidente da câmara nunca se vêem aqui no Pinheiro Grande”, desabafa.
Está pessimista quanto ao futuro. “Só com o tempo é que veremos o que muda na economia do concelho. Pela minha parte, só que vá aparecendo algum trabalho como até agora já não está mal. Obras de raiz não existem, apenas algumas recuperações e remodelações. Como trabalho sozinho o trabalho que tem aparecido vai dando para as despesas,”conclui.

O maior problema é o balão da GNR

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...