uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

A liberdade de imprensa e o vídeo oficial da entrada de toiros na Chamusca

Edição de 12.05.2016 | O MIRANTE dos Leitores

A propósito da criação de dificuldades aos jornalistas que pretendiam recolher imagens do acontecimento e da “generosa” cedência do vídeo oficial que O MIRANTE, muito bem, não emitiu, gostaria de denunciar a forma como tem vindo a alastrar uma certa forma de condicionamento dos meios de comunicação social.
Uma imprensa quer-se livre. Quando as organizações, sejam políticas ou empresariais, querem impor uma imagem única e um relato único, criando entraves a outras visões dos acontecimentos e outros ângulos de abordagem, estão a impedir o pluralismo e a liberdade. O objectivo é fazer com que apenas a sua verdade seja difundida por todos e de igual forma. Os jornais e jornalistas, manietados pela falta de receitas, aceitam este jogo sujo e quem perde é a democracia. A sociedade pluralista cede à uniformização a martelo.
Olhamos para os meios da comunicação social aqui do Ribatejo e o que vemos? Notas de imprensa apresentadas como notícias, fotos tiradas por assessores de imprensa e vídeos como o da entrada de toiros da Ascensão na Chamusca, que até abrem com o brazão municipal. Resumindo, os jornais, sejam online ou em papel, deixam de ser jornais para serem meros amplificadores de informação feita pelas fontes.
Carlos Pereira de Carvalho

Não deixaram ir os jornalistas na carrinha da organização como acontece há anos para o senhor presidente da câmara poder apresentar no Facebook a sua obra prima documental. “Entrada de toiros da Ascensão 2016 - Um filme presidencial feito à janela com tremeliques e tudo”. Parabéns ao artista!
Também vi o filme oficial no youtube. Está bem filmado. Tão bem filmado como os filmes e as fotografias oficiais onde está tudo engomadinho e sem rugas nem pés de galinha. O MIRANTE não tem que se lamentar. Faça o seu serviço com os meios que tiver e o melhor que puder. Os filmes oficiais são os menos interessantes que existem e se este ano os jornalistas foram apanhados desprevenidos, para o ano já sabem o que acontece a quem se mete....bolas...essa de quem se mete com o PS leva, era do outro, do Jorge Coelho, o famoso “Coelhone”.
M. Rolando Freitas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...