uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
José Pedro Vieira

José Pedro Vieira

Técnico Comercial da Tepsol, 42 anos, Santarém

Edição de 02.11.2016 | Agora Falo Eu

Gosta de conduzir?
Gosto muito de conduzir e devido à minha profissão conduzo praticamente todos os dias.
Já teve que soprar no balão?
Soprei uma vez e foi numa brincadeira. Tenho carta de condução há 23 anos e nunca me fizeram o teste para controlo da taxa de alcoolemia.
O que punha a funcionar na sua terra que não existe?
Uma zona industrial em condições. Já viram a nossa zona industrial?! Temos cidades vizinhas com uma zona industrial melhor que a nossa. Não entendo como uma capital de distrito com uma boa localização geográfica e boas acessibilidades só tem 3 ou 4 fábricas e o resto é só armazéns e stands auto.
Qual é a pior coisa que lhe podem fazer?
Sofrer as consequências por algo que não fiz. Infelizmente, por vezes, pagamos sem termos culpa, o que me deixa bastante irritado.
A que petisco não resiste?
Gosto muito do bacalhau com broa de milho que a minha esposa e a minha mãe fazem. Além daqueles ingredientes ainda leva azeite, cebola, alho, batata, verdura cozida e cenoura ralada. Depois vai ao forno a gratinar e é mesmo muito bom.
À mesa, branco ou tinto?
Quando bebo é geralmente tinto e de preferência aqui do nosso Ribatejo. Não gosto muito de vinho branco.
No Verão é adepto de caracóis e cerveja?
Sem dúvida. Os caracóis são um bom petisco, sejam dos pequenos ou dos grandes, assados com molho de manteiga e alho. Falar neles até me faz crescer água na boca. Então com uma bela cerveja geladinha...
É daquelas pessoas que gosta de estacionar o automóvel à porta de todos os locais onde vai?
Normalmente tento fazê-lo. Devido à minha profissão tenho de levar sempre comigo amostras de material e se estacionar longe a minha tarefa é mais difícil.
Já aderiu à moda de correr ou caminhar pelas ruas?
Já mas infelizmente devido a uma lesão fui desaconselhado pelo médico a continuar. Agora dedico-me mais à bicicleta. Faço BTT mas também faço estrada. Acho que todos deveríamos fazer desporto. Além de aumentar a nossa capacidade física ajuda a aliviar o stress e melhora a saúde.
Ainda acredita nos políticos?
Não. Aquilo é tudo farinha do mesmo saco. Muda o partido mas as políticas são muito idênticas.
Quantas facturas já pediu para o concurso promovido pelo Governo?
Peço sempre facturas da despesa, não com o objectivo do concurso mas pelas despesas que podem contribuir para a recuperação de algum valor do IRS retido. Todos deveriam fazê-lo porque assim não haveria concorrência desleal a nível dos comerciantes. Já perdi muitos negócios porque há sempre alguém que não passa factura e os 23% fazem muita diferença.
Costuma dar dinheiro a mendigos na rua?
Algumas vezes dou. Ninguém sabe o dia de amanhã e um dia poderei estar do outro lado.
Acha que a justiça funciona?
A justiça não funciona porque ainda continua a haver duas classes intocáveis na nossa sociedade: os políticos e os juízes. E se em relação aos políticos as coisas se foram alterando, em relação aos juízes não e não acredito que sejam todos santos.
Vale a pena ir votar?
Acho que todos deveríamos ir votar mas votar nulo para mostrar aos nossos políticos o nosso desagrado para com eles.
O que o leva a fazer “zapping” na televisão?
Tentar encontrar um programa que me interesse.
Costuma gastar dinheiro com o futebol?
Nem por isso. Vou uma vez por ano ao estádio e por vezes nem isso.
Quantos amigos já tem no Facebook?
Parece que tenho 906 amigos. As redes sociais vieram alterar muito a nossa sociedade. Algumas pessoas postam nas redes sociais o que por vezes não conseguem falar ou exprimir na vida real. As redes sociais também são uma mais valia para as empresas.
Concorda que os políticos usem o Facebook para responderem aos críticos?
Claro que sim, é mais um meio de comunicação entre outros.
Usa agenda para planear o seu dia-a-dia?
Uso a do telemóvel. Os lembretes dão-me muita ajuda.
Conseguia viver sem telemóvel?
Penso que sim porque sou de uma geração que nasceu sem telemóvel. Tive o meu primeiro telemóvel aos 23 anos e até essa altura não tive outro meio de comunicação além dos telefones públicos.
Se pudesse encarnar uma personagem por um dia, qual escolheria?
Nunca pensei nisso, mas talvez o Dalai Lama porque admiro o seu pensamento e a sua maneira de estar.

José Pedro Vieira

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...