uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

José Churro Faustino evocado na reunião de Câmara de Santarém

Executivo cumpriu minuto de silêncio pela morte do antigo presidente da Assembleia Municipal de Santarém e fundador do PS na cidade.

Edição de 02.11.2016 | Sociedade

O executivo da Câmara Municipal de Santarém cumpriu na segunda-feira, 31 de Outubro, um minuto de silêncio pelo falecimento de José Churro Faustino, fundador e militante número 1 do PS em Santarém, onde foi também presidente da assembleia municipal. José Churro Faustino foi sepultado no dia 17 de Outubro no cemitério de Santarém.
O vereador Ricardo Segurado (PS) destacou a frontalidade, irreverência e sentido crítico que o empresário José Faustino sempre demonstrou ao longo da sua vida, tanto em relação à governação do concelho como em relação à vida interna do PS, o seu partido de sempre.
As suas posições frontais e polémicas foram objecto de notícia algumas vezes nas páginas de O MIRANTE. Citamos aqui o primeiro parágrafo de um texto publicado na edição de 2 de Abril de 2009: “O militante número um da concelhia de Santarém do PS considera que o seu partido não tem sabido fazer oposição à maioria PSD que governa o concelho. E diz que o PS se tem “acobardado” perante o presidente da câmara Francisco Moita Flores (PSD), a quem José Churro Faustino classifica como um “OVNI libertador”. “Temo-nos deixado insultar e chamar-nos tudo e o partido tem dado uma imagem de cobardia”, declarava um dos fundadores do PS em Santarém, acrescentando que “em Santarém o PS não tem feito uma oposição capaz”. José Faustino lançou essas críticas durante o debate “Santarém que futuro?”, organizado pela concelhia socialista na noite de terça-feira, 31 de Março, num hotel da cidade.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...