uma parceria com o Jornal Expresso
26/03/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Editorial - Este não é um suplemento monocórdico
Uma polifonia feminina a cinquenta vozes
Edição de 17.11.2016 | Aniversário

O MIRANTE entrevistou e registou declarações de cinquenta mulheres da região. A intenção era ouvi-las falar da sua condição de mulheres mais do que das suas profissões, cargos e actividades, porque sobre isso temos falado com elas ao longo de toda a existência do jornal.
Quem tiver nas mãos este especial de aniversário e pensar que tem nas mãos cinquenta depoimentos repetitivos e monocórdicos repletos de queixas e lamentos, está profundamente enganado.
Estas páginas, por onde se estendem as opiniões de tantas mulheres da região, estão recheadas de optimismo, humor, ironia, inteligência e sensibilidade. Quem primeiro se surpreendeu foram os elementos da equipa do jornal que trabalharam nesta edição. São eles que insistem no convite aos leitores para que se aventurem na leitura do mesmo, acreditando que não se irão arrepender.
Aos homens em particular é pedido que reflitam sobre aquilo que as mulheres pensam deles. Às mulheres é pedido que cruzem as suas ideias com as das outras mulheres que até podem conhecer mas que agora vão ver num registo muito diferente do habitual. A homens e mulheres é aconselhado que se descontraiam e estejam atentos porque há tanta tirada inesperada e bem humorada que não dá para resumir aqui.
O que é dito por cada uma das convidadas para esta edição de aniversário é dito de uma forma directa e frontal, é verdade, mas com uma subtileza que em vez de provocar dor em quem possa ser atingido, obriga a sorrir e a pensar.
Uma característica comum aos homens referida por um grande número de mulheres é o facto de só conseguirem fazer uma coisa de cada vez ao contrário das mulheres que fazem muita coisa ao mesmo tempo. E uma das entrevistadas acrescentou: “Quando tentam imitar as mulheres e fazer várias coisas simultaneamente há sempre desastres”. E o orgulho delas quando falam da capacidade que só elas têm de gerar uma vida?!!
A todos uma boa leitura. E fiquem com mais duas linhas: “O que invejo nos homens é o tamanho dos saltos dos sapatos em ocasiões de cerimónia”. “Uma característica comum à maioria dos homens? Têm todos barba!”.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...