uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Rede Local de Intervenção Social nos concelhos de Alcanena e Torres Novas

Início do atendimento a 14 de Novembro em vários locais dos dois concelhos

Edição de 17.11.2016 | Economia

No dia 3 de Novembro de 2016, pelas 15h00, na sala de Sessões da Câmara Municipal de Torres Novas, foi apresentado publicamente o Projecto Rede Local de Intervenção Social – RLIS, que tem como entidade promotora a Santa Casa da Misericórdia de Torres Novas.
No mesmo dia foi inaugurada a Sede da RLIS de Torres Novas, com a presença do Director da Segurança Social, Tiago Leite, presidente da Câmara de Torres Novas, Pedro Ferreira, vice-presidente da Câmara de Alcanena, Maria João Gomez, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Torres Novas, António Gouveia da Luz e representantes de várias instituições particulares de solidariedade social, juntas de freguesia, forças de segurança, administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo, Centro de Saúde de Torres Novas, entre outros.
A RLIS é um modelo de organização assente numa intervenção articulada e integrada de entidades públicas e privadas com responsabilidade no desenvolvimento da acção social, e na promoção de uma cultura de Inovação Social, colocada ao serviço das necessidades dos cidadãos.
Neste sentido assegurará o Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social (SAAS), de pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade e exclusão social, bem como de emergência social, nos concelhos de Torres Novas e Alcanena.
A SAAS é a 1ª porta de entrada para várias problemáticas, nomeadamente alcoolismo, deficiência, doenças do foro mental/demências, habitação Social, idosos, imigração e minorias étnicas, insucesso e abandono escolar, negligência parental, sem abrigo, toxicodependência entre outras. O objectivo é dar informação e aconselhamento às pessoas e encaminhá-las no sentido de encontrarem respostas adequadas a cada situação.
A equipa é composta por uma coordenadora, duas assistentes sociais e uma Educadora Social.
Os atendimentos serão feitos em duas sedes. Em Torres Novas no edifício da Câmara e em Alcanena no edifício Social do Município. Por outro lado, existirão atendimentos nas respectivas juntas de freguesia de ambos os concelhos e sendo o lema uma intervenção de proximidade com solidariedade, e o serviço vai dispor de uma unidade móvel que irá circular pelos dois concelhos. O projecto é financiado pela União Europeia e tem uma duração prevista de três anos.
O início do atendimento está previsto para 14 de Novembro. Horário de funcionamento (sede Torres Novas): de segunda a sexta-feira das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00. Horário de funcionamento sede de Alcanena.: Segundas, quartas e sextas-feirasdas 9h00 às 13h00.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...