uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Anabela Freitas acusada de recorrer à mentira para se vitimizar

Anabela Freitas acusada de recorrer à mentira para se vitimizar

Violência doméstica na Câmara de Tomar: arquivada queixa de Anabela Freitas contra Luís Ferreira. Ex-chefe de gabinete e ex-companheiro reage às notícias de O MIRANTE na sua página pessoal do Facebook e diz que a vítima não é inocente. Queixas foram arquivadas.

Edição de 17.11.2016 | Sociedade

Anabela Freitas, presidente da Câmara Municipal de Tomar, fez queixa por violência doméstica contra o seu ex-companheiro e ex-chefe de gabinete Luís Ferreira. Depois da publicação da notícia em O MIRANTE soubemos, entretanto, que a queixa da presidente já foi arquivada assim como a queixa de Luís Ferreira contra a edil tomarense.
Anabela Freitas confirmou isso mesmo a O MIRANTE no final de quinta-feira, 10 de Novembro. Questionada sobre se vai requerer a abertura de instrução, disse que ainda está a pensar no assunto embora admita que “se entretanto não tiver problemas do género daqueles que me levaram a fazer queixa deixo cair a denúncia, já que não se justifica. Preciso é de paz para trabalhar em prol do meu concelho. Quando aceitei ser candidata foi para ganhar e depois apresentar obra feita. É isso que tenho tentado fazer e é isso que quero continuar a fazer mas sem empecilhos e sem boicotes sejam eles quais forem e venham de onde vierem”, desabafou.
Luís Ferreira respondeu na sua página pessoal à notícia de O MIRANTE com críticas contundentes a Anabela Freitas, afirmando que “a queixa apresentada, que viria a ser arquivada, tinha por motivação a tentativa de me silenciar”. Luís Ferreira diz ainda que ele é que é a vítima, por ser a parte mais fraca e que nunca acreditou que “a demência do poder pudesse afectar tanto uma pessoa”, referindo-se à sua ex-companheira.
Apesar de ilustrar o seu texto com uma foto bastante favorável da imagem da sua ex-chefe e de si próprio, Luís Ferreira deixa um (aparente) sério aviso a todos os seus leitores: “O risco para todas e para todos é grande, demasiado grande, para poder ser ignorado”, numa alusão à liderança política de Anabela Freitas, dando a entender que ela é um lobo na pele do cordeiro.

Anabela Freitas acusada de recorrer à mentira para se vitimizar

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...