uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Sandra Isabel da Graça Presume

Sandra Isabel da Graça Presume

Sócia-gerente de lavandaria, 44 anos, Torres Novas

Edição de 23.11.2016 | Agora Falo Eu

Já alguma vez lavou roupa à mão ou utiliza sempre máquina de lavar?
Já lavei e ainda lavo muita roupa à mão, principalmente a roupa mais delicada.
A que petisco não resiste?
Não resisto a umas amêijoas à Bolhão Pato. Adoro petiscar pois é sinónimo de convívio e galhofa.
Trabalha numa cidade onde se realiza anualmente uma Feira dos Frutos Secos. Qual é o seu preferido?
É difícil escolher um pois gosto de quase todos. Talvez os pinhões e as passas de uva.
Qual o alimento que não comia nem que lhe pagassem?
Caracoletas. Só de pensar nisso até me arrepio.
O que punha a funcionar na sua terra que não existe?
Sou de uma aldeia onde não existe quase nada, onde há esgotos que correm a céu aberto e onde as crianças e os idosos não têm com que se entreter, por isso gostaria de ver esses problemas resolvidos pois acho que são questões essenciais nos dias que correm.
Ainda acredita nos políticos?
Infelizmente eu e a maioria das pessoas olhamos para a classe política com muita desconfiança, porque o que nos prometem em campanha eleitoral quase nunca se torna realidade quando entram em funções.
Acha que o sistema de justiça funciona em Portugal?
Não tenho grande experiência nessa matéria mas pelo que se lê e ouve parece que não funciona mesmo e que, para além de demasiado lento, é caro.
Que conselho daria ao primeiro-ministro António Costa?
Eu diria ao senhor primeiro-ministro que talvez fosse melhor investir um pouco na saúde em Portugal em vez de andar a ajudar a TAP a vender bilhetes aos nossos doutores e enfermeiros para se porem a milhas. E já agora gostaria de lhe perguntar se já teve necessidade de ir um hospital público e levar com um autocolante verde ou amarelo? Quantas horas esperou? É que a nossa saúde está um caos.
Já alguma vez foi mandada parar numa operação stop?
Já fui mandada parar numa operação stop e confesso que fiquei nervosa mas acho que estas operações são muito importantes pois cada vez há mais crimes nas nossas estradas.
É adepta das redes sociais?
Sim, tenho uma conta no facebook a qual gosto de visitar de vez em quando para partilhar coisas de que gosto. No entanto acredito que as redes sociais podem afastar as pessoas umas das outras. Qualquer dia já ninguém fala a olhar directamente nos olhos da outra pessoa.
Qual é o seu truque para manter a calma perante um imprevisto?
Respirar fundo.
Alguma vez se sentiu “esmagada” pela beleza de alguém ou de alguma coisa?
Acho que não.
Os jovens estão motivados para manter as tradições?
Os jovens andam demasiado concentrados nos tablets e nos telemóveis e não conseguem ter tempo para as tradições.
Se lhe saísse o Euromilhões qual era a primeira coisa que fazia?
Sair-me um prémio no euromilhões era um milagre porque é raríssimo eu jogar mas se acontecesse acho que desaparecia por uns tempos e voava até uma praia bem quente.
Do que é que sente mais saudades?
Do sol, quando é Inverno.
Custa-lhe levantar-se de manhã para trabalhar?
Realmente custa-me mesmo muito. Tenho sempre muito sono.
É aficionada da tauromaquia?
Não. De modo nenhum!
Qual foi a melhor viagem ou passeio que fez até hoje?
Não tenho assim nenhum que identifique como melhor. Para mim são todos bons porque adoro conhecer novos locais.
As pessoas preocupam-se com a prevenção de doenças?
As pessoas preocupam-se com a saúde mas não têm meios para fazer a devida prevenção.
Qual é a pior coisa que lhe podem fazer?
A pior coisa que alguém me pode fazer é mentir-me. A partir desse momento nunca mais vou olhar para ela da mesma maneira.
No Natal o que não pode faltar na sua mesa?
Bombons de chocolate.
Se o Pai Natal lhe desse a escolher um presente para oferecer à cidade de Torres Novas o que escolhia? Porquê?
Escolheria um rio Almonda despoluído com uma praia fluvial límpida e cristalina para as nossas crianças poderem chapinhar.
Tem alguma superstição?
Não gosto do número 99.

Sandra Isabel da Graça Presume

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...