uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Estacionar o carro no Bom Sucesso é uma lotaria para quem lá vive
COMPLICAÇÕES. Bom Sucesso é um bom local para se viver mas falta estacionamento, segundo os moradores

Estacionar o carro no Bom Sucesso é uma lotaria para quem lá vive

Moradores lamentam falta de lugares sobretudo nos períodos nocturnos

Edição de 23.11.2016 | Sociedade

Num dos bairros mais populosos da cidade de Alverca, o Bom Sucesso, estacionar o carro é um inferno e muitos moradores estão descontentes e pedem soluções. Há mesmo quem ironize dizendo que conseguir estacionar o carro é uma verdadeira lotaria. E quando não sai prémio a consequência é deixar o carro já perto da cidade de Alverca e subir a pé até ao bairro.
O problema é especialmente complicado durante os períodos nocturnos, quando muita gente chega a casa depois de um dia de trabalho e não consegue encontrar forma de estacionar. O caos nocturno é facilmente visível: carros em segunda fila, em cima de passeios, jardins e todos os lugares que não tenham pilaretes a impedir o acesso. Os autarcas reconhecem a situação e a necessidade de encontrar novas formas de proporcionar estacionamento aos moradores, mas não é fácil, sobretudo devido à falta de terrenos públicos na zona.
O bairro foi construído nos anos 80 e 90 sem acautelar muitas áreas de estacionamento e a maioria dos prédios também não tem garagens, o que dificulta ainda mais o problema. As poucas áreas de parqueamento que têm aparecido naquele bairro são soluções que a câmara vai estudando passo a passo e que na maioria das vezes resultam da compra de terrenos a privados ou através da tomada de posse administrativa para os transformar em estacionamentos, como aconteceu recentemente com o Pátio do Silvino, que veio colocar à disposição dos moradores 50 novos lugares.
“O Bom Sucesso nasceu sem preocupações de estacionamento. Mas as coisas evoluíram, há hoje casas onde há mais do que um automóvel e isso torna-se muito complicado. A criação de um estacionamento no Pátio do Silvino veio dar mais algum encaixe mas ainda é necessário criar mais locais”, reconhece Alberto Mesquita (PS), presidente do município.
Resta aos moradores esperar por dias melhores e por soluções que venham a ser encontradas. “Compreendo que não seja fácil, aqui o Bom Sucesso é prédios por todo o lado, mas quando se fez aqui o centro cultural devia-se também ter acautelado mais parques, porque quando há uma iniciativa cultural os lugares ficam todos cheios. E depois imagine, se já quem vive aqui não tem onde deixar o carro, onde vão deixar o carro todas as outras pessoas que vêm cá assistir aos espectáculos? Não dá”, questiona Afonso Madureira, morador, a O MIRANTE.
Outro residente do bairro, escutado pelo nosso jornal, vive a poucos metros do centro de saúde e diz que o seu problema é o inverso. “Aqui durante o dia é o caos mas à noite é calmo. Só que fica muito cá no alto do bairro e as pessoas não querem deixar o carro tão longe. Mas nas horas de funcionamento do centro de saúde não se consegue parar o carro em lado nenhum”, lamenta.

Estacionar o carro no Bom Sucesso é uma lotaria para quem lá vive

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...