uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Meio milhão para reduzir “voltinhas de carro” em três municípios da Lezíria

Meio milhão para reduzir “voltinhas de carro” em três municípios da Lezíria

Almeirim, Benavente e Coruche avançam este ano com serviço gratuito de bicicletas partilhadas

Edição de 23.11.2016 | Sociedade

Três municípios da Lezíria do Tejo, Almeirim Benavente e Coruche, vão investir meio milhão de euros até ao início do próximo ano para reduzirem as “voltinhas” de carro dentro das localidades, com um serviço de empréstimo gratuito de bicicletas, a maioria eléctricas. Os projectos inserem-se nos Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano - PEDU de cada um destes municípios, que estão empenhados em implementarem os sistemas rapidamente para poderem obter uma majoração entre 7,5 e 10 por cento nos apoios financeiros aos planos.
Se até final do ano os municípios conseguirem implementar 15 por cento do PEDU, estes obtêm mais 10% de financiamento global, que baixa para 7,5% no início de 2017. No caso de Coruche, por exemplo, em que o PEDU tem um investimento total de cinco milhões de euros, a implementação do projecto até 31 de Dezembro representa uma comparticipação adicional no global de 500 mil euros.
Almeirim e Benavente já têm os cadernos de encargos prontos para avançarem para o concurso público de escolha da empresa que vai montar os sistemas. Coruche conta ter o caderno que define as orientações para a aquisição e implementação do sistema até ao início da próxima semana. Almeirim e Coruche são os que têm os projectos mais caros, de 200 mil euros cada um, e em Benavente a instalação do serviço e aquisição dos equipamentos está orçada em cerca de 100 mil euros.
Os autarcas pretendem reduzir a “pegada ecológica” promovendo o uso de meios de transporte amigos do ambiente, ao mesmo tempo que contribuem para estilos de vida mais saudável. O presidente de Benavente, Carlos Coutinho, refere que é necessário reduzir a circulação de carros na vila, sobretudo a circulação em pequenos percursos. O presidente de Coruche, Francisco Oliveira, está entusiasmado com este projecto porque, refere, é um passo para uma estratégia mais ambiciosa, que passa pela ligação dos municípios da Lezíria através de pistas para bicicletas (ciclovias).
Almeirim vai avançar com 40 bicicletas eléctricas e 50 docas de carregamento espalhadas pela cidade, além de uma estação quiosque onde os munícipes se podem registar para usufruírem do serviço. Benavente e Coruche vão ter um sistema misto, com bicicletas só de pedais e outras com motor eléctrico. Benavente vai adquirir 30 bicicletas e Coruche 27, das quais 17 são eléctricas, instalando 40 docas de carregamento e disponibilização dos veículos.

Almeirim foi pioneira num sistema que já não funciona

O autarca de Almeirim, Pedro Ribeiro, é um entusiasta dos sistemas alternativos de transporte, tendo sido pioneiro na região na implementação de um sistema de cedência de bicicletas a munícipes, o Algira, que já não funciona. O autarca explica que este sistema é mais complexo e menos funcional e prático em relação ao que se pretende agora implementar. Para usar uma bicicleta da Algira era necessário dirigir-se a serviços camarários, deixar uma identificação e depois de usar a bicicleta o munícipe tinha que a deixar no mesmo local. O programa Algira iniciou-se em 2005 mas passados cinco anos já praticamente não era utilizado.

Meio milhão para reduzir “voltinhas de carro” em três municípios da Lezíria

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...