uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Temporada taurina em Portugal com menos espectáculos em 2016

Este ano realizaram-se cerca de 200 corridas de toiros no nosso país

Edição de 30.11.2016 | Sociedade

O presidente da Associação Portuguesa de Empresários Tauromáquicos (APET), Paulo Pessoa de Carvalho, considerou que a temporada taurina decorreu “normalmente” face ao contexto económico do país, apesar de uma “pequena redução” no número de espectáculos. A época tauromáquica em Portugal, que abre anualmente no dia 1 de Fevereiro, no Alentejo, encerrou no dia 1 de Novembro com um espectáculo no Cartaxo.
“A temporada decorreu normalmente face ao contexto económico que o país atravessa e, apesar de haver uma pequena redução no número espectáculos, o público correspondeu à chamada”, disse o responsável, em declarações à agência Lusa.
Fonte da Associação Nacional de Toureiros (ANdT) adiantou que este ano se realizaram 200 espectáculos tauromáquicos em Portugal, menos 15 do que em 2015, situação que Paulo Pessoa de Carvalho encara com “normalidade e dentro do expectável”.
“Penso que o nosso mercado tem que se pautar por este número [200 espectáculos]. É preferível ter este número, com espectáculos bem montados, do que um número superior e com menos qualidade”, defendeu.
Ainda quanto ao número de festejos taurinos, Paulo Pessoa de Carvalho recordou que, nas décadas de 60 e 70 do século passado, realizavam-se, em média, “90 a 100 espectáculos” tauromáquicos em Portugal. “Há uma subida significativa ao longo dos tempos e este ano o número não foi superior [200 espectáculos] devido ao mau tempo, que conduziu ao cancelamento de muitas corridas de toiros”, disse.
Segundo o empresário, que geriu este ano as praças de toiros de Vila Franca de Xira, Almeirim, Chamusca e Vinhais, desenvolvendo ainda consultoria taurina na praça de toiros de Abiúl, os aficionados “continuam a ser fiéis” e correspondem “em força” quando as empresas apresentam “corridas de marca”.
Para o presidente da APET, a temporada fica também marcada pelo aparecimento de “muitos toureiros jovens” e por uma “boa reacção” do público aos espectáculos que envolveram toureio a pé.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...