uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Autoestrada Lisboa-Porto com maior aumento de portagens em 2017

Autoestrada Lisboa-Porto com maior aumento de portagens em 2017

Percurso pela A1 entre as duas principais cidades do país vai custar 21,60 euros, mais 35 cêntimos do que em 2016.

Edição de 05.01.2017 | Economia

A autoestrada Lisboa-Porto vai ficar 35 cêntimos mais cara em 2017 para a classe 1, o que faz da A1, que atravessa o Ribatejo, o percurso com o maior aumento das portagens, seguida pela A2 Lisboa-Algarve que sobe 25 cêntimos. Em terceiro lugar, com um aumento de 15 cêntimos, aparece a A22, conhecida como Via do Infante, no Algarve, que passa a custar 8,7 euros.
Já a viagem Lisboa-Porto, na autoestrada A1, passará a custar 21,60 euros e a Lisboa-Algarve na A2 20,45 euros, com o novo tarifário das autoestradas que entra em vigor a 1 de Janeiro, actualizado com base na variação de preços ao consumidor.
A actualização abrange 22% das portagens e será de cinco cêntimos na generalidade das taxas de Classe 1, sendo de dez cêntimos num número reduzido de situações e em 78% dos casos não haverá qualquer acréscimo de preço, segundo anunciou o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas.
As portagens das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama, em Lisboa, terão um aumento que varia entre os 5 (classe 1, em ambas as pontes) e os 15 cêntimos (classe 4, na Vasco da Gama). Assim, no próximo ano, os utentes com veículos de classe 1 vão passar a pagar 1,75 euros para atravessar a ponte 25 de Abril e 2,75 euros na ponte Vasco da Gama.
Também a Brisa Concessão Rodoviária (BCR) destaca que “para a maioria dos principais percursos, o impacto das actualizações é mínimo, e que nas entradas dos grandes centros urbanos (Lisboa e Porto) não há aumentos”, como é o caso da A5 Lisboa-Cascais e da A9 (Crel).
O índice de preços ao consumidor de Outubro, excluindo habitação, que serve de referência à actualização anual das portagens, foi de 0,84%, sendo essa a proposta que as concessionárias de autoestradas terão feito ao Governo.
O método de actualização das portagens inclui um mecanismo de arredondamento das taxas para o múltiplo de cinco cêntimos mais próximo. Ou seja, se os aumentos forem inferiores a 2,5 cêntimos, a portagem manter-se-á inalterada. No entanto, se o aumento for superior a 2,5 cêntimos, há um arredondamento automático para cinco cêntimos.
Em 2016, a actualização nas taxas de portagem das autoestradas nacionais tinha abrangido apenas 10% dos troços das vias onde há cobrança aos utilizadores e numa actualização de apenas cinco cêntimos.

Autoestrada Lisboa-Porto com maior aumento de portagens em 2017

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...