uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
ASAE fecha negócios clandestinos de abate e assadura de leitões

ASAE fecha negócios clandestinos de abate e assadura de leitões

Operações decorreram em Abrantes e Alcanena no dia 30 de Dezembro

Edição de 05.01.2017 | Sociedade

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encerrou, na noite de 30 de Dezembro, em Alferrarede, no concelho de Abrantes, e em Alcanena dois espaços onde suspeita que funcionasse ilegalmente o abate e assadura de leitões. Ao que O MIRANTE apurou junto da ASAE, os leitões eram mantidos sem qualquer equipamento de frio e sem condições de higiene e salubridade.
Em comunicado, a ASAE refere que os inspectores encontraram numa propriedade privada em Alferrarede 83 carcaças de leitão no valor aproximado de 4300 euros. As carcaças estavam penduradas, algumas dentro de viaturas não frigoríficas e outras amontoadas no chão. Nesse local, que funcionava sem licença, assava-se leitões para servir quatro postos de venda.
A investigação decorria há vários meses em consequência de uma denúncia. Da inspecção resultou um processo crime por suspeita de abate clandestino e géneros alimentícios com falta de requisitos. Foram ainda verificadas várias infracções contra-ordenacionais. O proprietário, conhecido como João dos Leitões, não ficou detido por falta de perícia autorizada pelo Ministério Público.
Semelhante operação inspectiva da ASAE em Alcanena levou também à suspensão no mesmo dia, de outra unidade industrial de assadura de leitões por suspeita de abate clandestino. Um suspeito foi detido e foram apreendidas cinco carcaças de leitão bem como outros utensílios utilizados no abate dos animais no valor de 400 euros.

ASAE fecha negócios clandestinos de abate e assadura de leitões

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...