uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Governo questionado sobre apoios aos bombeiros de Fátima e Ourém
Necessidade. Condições actuais do quartel são débeis

Governo questionado sobre apoios aos bombeiros de Fátima e Ourém

Deputados do PSD dizem que é urgente a construção de novo quartel em Fátima e perguntam que medidas de reforço, ao nível de pessoal e sobretudo de equipamento, tem o governo previsto para os bombeiros do concelho de Ourém tendo em conta as cerimónias do Centenário das Aparições.

Edição de 12.01.2017 | Sociedade

Os deputados do PSD Duarte Marques, Nuno Serra e Teresa Leal Coelho, eleitos pelo círculo de Santarém, enviaram um conjunto de perguntas à ministra da Administração Interna sobre a falta de condições denunciadas pelos Bombeiros Voluntários de Fátima, que salientaram a escassez de meios para fazer face a tantas solicitações. Os sociais-democratas confessam alguma “preocupação”, que se “agrava num ano de grande afluxo de peregrinos devido à visita do papa Francisco e ao Centenário das Aparições, nos dias 12 e 13 de Maio”.
Numa pergunta enviada à ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, os deputados reforçam a urgência de ser garantido um apoio à construção do novo quartel de bombeiros de Fátima, cujas “condições actuais são bastante débeis face às necessidades exigidas a uma organização que é o primeiro suporte aos milhões de visitantes que ocorrem anualmente ao Santuário de Fátima”.
O concelho de Ourém tem três corporações de bombeiros voluntários: Fátima, Ourém e Caxarias. “Se a situação dos bombeiros portugueses não é de fartura ou grande desafogo, os bombeiros deste concelho vivem uma dificuldade suplementar, pois são frequentemente chamados a acudir a grandes quantidades de visitantes que multiplicam centenas de vezes os habitantes normais do concelho”, salientam os deputados, alertando que neste ano de celebração do centenário das aparições “é provável que Fátima conheça em 2017 a maior enchente dos últimos anos”.
Por isso, os deputados consideram “duplamente preocupante a situação revelada esta semana pelos Bombeiros Voluntários de Fátima, que no seu balanço anual revelaram ‘a grande discrepância entre os meios de intervenção da corporação e o elevado número de solicitações a que os bombeiros são chamados’”.
Os parlamentares perguntaram ainda “que meios e medidas de reforço, ao nível de pessoal e sobretudo de equipamento, tem o governo previsto para os bombeiros do concelho de Ourém para fazer face ao aumento das visitas durante as cerimónias do centenário” e se está previsto “um plano especial ao nível das forças de segurança e de socorro para o período das comemorações do centenário das aparições”.

Autarca optimista quanto ao financiamento do quartel

O presidente da Câmara de Ourém, Paulo Fonseca (PS) insistiu, na reunião pública camarária de 6 de Janeiro, na “necessidade de construir um novo quartel para os bombeiros” de Fátima em 2017, que considera ser “uma velha necessidade reconhecida por todos”. O autarca manifestou expectativa em conseguir financiamento para o novo quartel dos bombeiros de Fátima no quadro comunitário de apoio Portugal 2020. Para discutir a questão está agendada uma reunião para dia 12 de Janeiro com o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.
Relativamente ao terreno para o novo quartel, o autarca explicou que o processo de expropriação está “em fase final”. Paulo Fonseca deixou ainda “uma palavra de conforto e tranquilidade” em relação às celebrações do centenário das aparições, garantindo “condições de resposta” durante as peregrinações ao Santuário de Fátima no ano 2017, nomeadamente em Maio aquando da visita do Papa Francisco.

Governo questionado sobre apoios aos bombeiros de Fátima e Ourém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...