uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Caixas de esgotos destapadas no Graínho são da responsabilidade de privados

Caixas de esgotos destapadas no Graínho são da responsabilidade de privados

União das Freguesias de Romeira e Várzea e Águas de Santarém rejeitam obrigações sobre o caso, que pode dar origem a acidentes.

Edição de 19.01.2017 | Sociedade

A União das Freguesias de Romeira e Várzea e a empresa municipal Águas de Santarém declinam responsabilidades quanto à falta de tampas das caixas de saneamento básico num loteamento na Rua do Moderno, na zona do Graínho, nos arredores de Santarém. A situação foi denunciada por O MIRANTE na rubrica “Não Custava Nada”, na edição de 5 de Janeiro e aludia à perigosidade decorrente do facto de duas caixas de esgoto próximas da estrada se encontrarem destapadas há vários meses e sinalizadas apenas com paus numa zona com pouca iluminação.
Em esclarecimento enviado para
O MIRANTE, o presidente da União das Freguesias de Romeira e Várzea, Artur Colaço, informa que a urbanização sita na Rua do Moderno no Graínho não é da responsabilidade da união de freguesias e afirma que já tinha “alertado a câmara Municipal de Santarém por diversas ocasiões para a situação das tampas e do real perigo que elas representam para os utentes, acrescido do problema da falta de iluminação”.
Também a Águas de Santarém, através do seu gabinete de comunicação, diz que é alheia a esses factos. “A obra de saneamento referida encontra-se num loteamento que não se encontra recebido pela Águas de Santarém, sendo neste caso, em propriedade privada, sob responsabilidade dos promotores do loteamento ou dos proprietários”.

Caixas de esgotos destapadas no Graínho são da responsabilidade de privados

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido