uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Câmara de Rio Maior paga 250 mil euros por antiga moagem
DECISÃO. Executivo camarário congratulou-se pela compra do imóvel

Câmara de Rio Maior paga 250 mil euros por antiga moagem

Escritura pública para aquisição do edifício, situado na zona ribeirinha da cidade, foi feita esta segunda-feira.

Edição de 19.01.2017 | Sociedade

O edifício onde em tempos funcionou a Moagem Maria Celeste, em Rio Maior, foi comprada pelo município por 250 mil euros e vai ser peça importante no projecto de revitalização da zona ribeirinha que vai começara ser executado em breve e pretende criar uma nova centralidade e ponto de atracção na cidade. A aquisição foi aprovada por unanimidade pelo executivo camarário na reunião de 13 de Janeiro e a escritura pública foi celebrada esta segunda-feira, 16 de Janeiro.
A aquisição desse antigo complexo industrial inclui-se no processo de negociações em curso com os proprietários de terrenos na zona de implantação do projecto de requalificação e valorização da Villa Romana e do rio Maior, numa zona onde nascerá um parque urbano. O projecto contempla um novo edifício para enquadrar a Villa Romana, permitindo a sua abertura permanente ao público, bem como diversos equipamentos que vão valorizar todo o troço da Avenida dos Combatentes entre o cemitério municipal e a Rua Norton de Matos.
A presidente da câmara, Isaura Morais (PSD), diz que se trata de um bom negócio para a autarquia e que no âmbito da requalificação da zona ribeirinha é a “cereja em cima do bolo”, pela sua história, traça e localização.
Recorde-se que o Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) contempla ainda outras intervenções no âmbito da requalificação urbana, como a recuperação da Casa Senhorial e núcleo histórico do Paço Real, já em curso, a requalificação da Praça do Comércio e zona envolvente, a construção das ciclovias Rio Maior-Asseiceira e Rio Maior-Vale de Óbidos, bem como a construção de um parque de estacionamento de apoio ao terminal rodoviário e respectivas acessibilidades. Ao todo são 4,5 milhões de euros de investimento previsto, com comparticipação da União Europeia, e a perspectiva do município é que as obras estejam concluídas até final de 2018.

Câmara de Rio Maior paga 250 mil euros por antiga moagem

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido