uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Dívidas à câmara e aos SMAS de Vila Franca de Xira já somam mais de sete milhões
ALERTA . Valores em dívida à câmara e aos SMAS foram conhecidos esta semana

Dívidas à câmara e aos SMAS de Vila Franca de Xira já somam mais de sete milhões

Entre os maiores devedores está o Vila Franca Centro, Obriverca e Turiprojecto. Lista de dívidas ao município foi disponibilizada esta semana e várias empresas do concelho estão entre as maiores devedoras. Confira aqui os nomes dos que mais devem ao erário público.

Edição de 26.01.2017 | Sociedade

São mais de sete milhões de euros que a Câmara de Vila Franca de Xira tem actualmente por receber de empresas e municípios vizinhos. E os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) têm a receber 720 mil euros. Em ambos os casos um valor considerado “elevado” e que preocupa o presidente do município, Alberto Mesquita (PS), que na apresentação do documento, esta semana em reunião de câmara, admitiu que nalguns casos o valor será incobrável devido à falência de algumas firmas envolvidas.
A lista referente aos devedores da câmara integra onze entidades, sendo que à cabeça está a firma Serragrope - Agricultura e Pecuária, que deve 1 milhão e 600 mil euros estando o processo em contencioso. Logo atrás está a Lisboa Gás, empresa que fornece o gás canalizado no concelho e que deve 475.634 euros ao município, processo que se encontra em execução fiscal.
A lista prossegue com o vizinho município de Alenquer, que já acordou um plano de pagamentos para regularizar dívidas de 384.260 euros, seguido de Arruda dos Vinhos que fez também um acordo de pagamentos para pagar 88 mil euros em falta.
O presidente da câmara, afiança que o gabinete jurídico do município “tem conseguido” que algumas firmas regularizem a sua situação de dívida mas que isso não tem sido fácil. “Estamos a falar de uma situação complicada, a partir de 2007, em que muitas empresas ficaram sem condições financeiras de pagar”, lamentou.

Obriverca e Turiprojecto as mais devedoras
No que toca aos SMAS a lista das entidades devedoras tem 47 nomes, entre empresas, associações e particulares. O MIRANTE compilou a lista dos que devem acima de 10 mil euros àquela entidade municipal e a lista é encabeçada pela administração do Vila Franca Centro, centro comercial que está hoje fechado no centro da cidade, que está a dever 99 mil euros.
Segue-se a Obriverca SA, empresa fundada por Eduardo Rodrigues, Luís Filipe Vieira e Joaquim Marto, com 75.180 euros, bem como a Obriverca Construções e Projectos, com 31.102 euros. Na lista dos maiores devedores aos SMAS está também a Turiprojecto do empresário José António Carmo, com 69.224 euros de dívida.
Outros nomes na lista de dívidas são a SPI Sociedade Promotora Imobiliária (47.361 euros), Dan Cake Portugal (35.144 euros), Sousa e Silvas Lda (28.480 euros), Grupo Desportivo de Vialonga (20.304 euros), Pluricoop Cooperativa de Consumo (14.890 euros) e a Associação de Tempos Livres da Bolonha, com 14.845 euros.
“A administração do Vila Franca Centro deve cem mil euros, como foi isso possível? Um clube do concelho ainda percebo dado o serviço social que realizam agora as empresas não percebo como se deixa isto andar. Tudo somado é quase um milhão de euros. Gostava que houvesse um plano para ir buscar estas verbas às empresas porque corremos o risco de virem a ser declaradas incobráveis. Alguns destes vigaristas andam a sair disto impunes”, criticou Rui Rei, vereador da Coligação Novo Rumo, liderada pelo PSD.
António Oliveira, presidente do conselho de administração dos SMAS, disse concordar com Rui Rei e lamentou que, em alguns casos, as dívidas fiquem por cobrar devido à insolvência declarada pelas firmas.

Dívidas à câmara e aos SMAS de Vila Franca de Xira já somam mais de sete milhões

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...