uma parceria com o Jornal Expresso
20/08/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Participar

Esta é pois uma excelente oportunidade para captar meios financeiros para a nossa terra e fazer aquilo com que sonhamos há tantos anos.

Edição de 16.02.2017 | Opinião

Participar é das atitudes que mais falta fazem nestes tempos. Andamos muito afastados do que nos rodeia, demitimo-nos. Vivemos na ilusão de que o essencial (meios e recursos) – e porque não o acessório? –, está garantido. Parece-nos que é tudo seguro e confortável. Acomodámo-nos naquela conveniente ilusão para onde nos empurraram e nós deixámos. Este adormecimento é o que mais convém a quem nos governa. Mais do que sempre, participar é um dever. Entretanto, de quando em vez, surgem boas oportunidades que a maioria das vezes nos passam despercebidas.
Está a decorrer o Orçamento Participativo Portugal. À semelhança do que se passa em muitos concelhos deste país, com os orçamentos participativos anuais, todos temos a oportunidade de propor ideias, de forma simples e expedita. Todos estamos em pé de igualdade e as ideias valem pelo seu mérito. Qualquer cidadão pode propor as ideias dos seus sonhos ou ambições, para o país, para a sua região ou terra. Às vezes até são ideias que não necessitam de muitos meios, mas como grandes ideias que são, resultam em grandes benefícios. Cada um de nós tem a oportunidade de mostrar o que vale sem custos. Podemos apresentar o número de ideias que entendermos, a sua aceitação vai depender do mérito de cada uma dessas ideias. Depois de propostas, as melhores ideias são escolhidas e postas à votação de todos os portugueses. Cada um de nós terá dois votos disponíveis e a oportunidade de votar em duas ideias, uma de âmbito nacional e outra de âmbito regional.
Recorde-se que Portugal é inovador e pioneiro ao implementar um orçamento participativo nacional. Todos os cidadãos estão convidados e têm a possibilidade de propor as suas ideias, com aplicação nacional ou regional. Os grandes temas são a ciência, cultura, agricultura e educação – aceda a https://opp.gov.pt/ e tem toda a informação de que necessita. Tudo cabe num destes quatro grandes temas, basta ser inovador e pragmático.
Boas ideias exequíveis que resultem em bem-estar humano e valorização do bem público, procuram-se. Esta é pois uma excelente oportunidade para captar meios financeiros para a nossa terra e fazer aquilo com que sonhamos há tantos anos – bens materiais estão fora do regulamento. Participar é um dever, todos têm agora uma excelente oportunidade de melhorar a sua terra. Como sempre, a região pode certamente contar com este seu jornal para valorizar e divulgar boas ideias. Aproveitemos este bom desafio.
Carlos Cupeto
Universidade de Évora

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...