uma parceria com o Jornal Expresso
26/05/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Pressão dos municípios leva Valnor a baixar tarifa do lixo
Empresa que trata dos resíduos sólidos urbanos em 25 municípios dos distritos de Santarém, Castelo Branco e Portalegre acedeu a actualizar o tarifário num valor bem mais reduzido do que o inicialmente previsto. Valnor queria 80 euros por tonelada de lixo recolhido mas acabou por aceitar 45 euros. Em 2016 as autarquias pagavam 32 euros.
Edição de 15.03.2017 | Sociedade

Os 25 municípios dos distritos de Santarém, Castelo Branco e Portalegre servidos pela Valnor, chegaram a acordo com a empresa sobre o tarifário a aplicar, a partir deste ano, para a recolha dos resíduos sólidos urbanos, que passa de 32 para 45 euros por tonelada de lixo recolhido mas longe dos 80 euros que a Valnor pretendia cobrar.
No final de uma assembleia geral, que juntou autarcas e a administração da Valnor, em Avis, no distrito de Portalegre, a presidente da Câmara de Abrantes e porta-voz dos autarcas, Maria do Céu Albuquerque, explicou à agência Lusa que foi possível chegar a um acordo. “Esteve em cima da mesa um valor de 80 euros por tonelada contra os 32 que pagávamos até ao ano passado. Hoje conseguimos chegar a um entendimento, com uma tarifa para 2017 de 45 euros”, afirmou a autarca, considerando que mesmo assim o valor aplicado é “elevado”. “A pressão alta não vai baixar e nós queremos, e isso ficou aprovado por unanimidade, pedir ao Governo que nos ajude a encontrar uma alteração legislativa que permita ir ao encontro de uma solução, que permita uma harmonização a nível nacional de tarifário em que não haja esta discrepância a bem da coesão territorial e social do nosso país”, declarou ainda a autarca.
Os municípios chegaram a um “entendimento” para o ano de 2017 e para os seguintes até 2024, pese embora os autarcas considerem que este modelo tarifário “tem que ser alterado” até ao final da data estipulada (2024).
A Valnor é uma empresa concessionária da EGF - Empresa Geral do Fomento, SA, responsável pela recolha, triagem, valorização e tratamento de resíduos sólidos. Os concelhos abrangidos são os de Abrantes, Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo Branco, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Fronteira, Gavião, Idanha-a-Nova, Mação, Marvão, Monforte, Nisa, Oleiros, Ponte de Sor, Portalegre, Proença-a-Nova, Sardoal, Sertã, Sousel, Vila de Rei e Vila Velha de Ródão.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...
    Capas
    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido