uma parceria com o Jornal Expresso
28/06/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
IDEIA. Ciclo de conversas tem cativado cada vez mais público
Noites de conversa em Mação fomentam partilha de experiências e conhecimento
A última “À Conversa com…” teve lugar no sábado no Centro Cultural de Mação, com o tema “Testemunhos sobre voluntariado… experiências de vida” .
Edição de 29.03.2017 | Sociedade

É num clima de abertura ao pensamento que o ex-professor Mário Tropa propôs à Câmara Municipal de Mação organizar noites de convívio onde a troca de opiniões tem um lugar de relevo. A ideia é de “tertúlia” e portanto participar e reconstruir uma “rede social”, não virtual, mas baseada no encontro real entre as pessoas e na aproximação pela partilha e debate de ideias e saberes.
Natural de Lisboa, a viver em Santarém mas com raízes em Mação, Mário Tropa apresentou ao presidente da autarquia “um ciclo de conversas aproveitando o Auditório, que é um espaço óptimo e que tem todas as condições para as pessoas se juntarem” explicou a O MIRANTE, procurando haver sempre uma ligação ao concelho. “Os convidados nem sempre têm ligações a Mação mas o assunto tem sempre um ponto de apoio também para interessar às pessoas”, refere. E nestas conversas “há um número significativo de pessoas que são habituais”.
A iniciativa intitula-se “À Conversa com..” e por norma acontece na última sexta-feira de cada mês ao serão, excepto em Agosto e no Natal, desde 25 de Abril de 2014. Ali fala-se da história e de histórias do quotidiano, de literatura, das artes, de tudo o que condiciona ou estimula a vida.
Encontrar os convidados para participarem nos painéis tem sido uma missão possível estando garantidas presenças até final do ano de 2017 e para 2018 duas sessões também já estão agendadas para esta iniciativa que decorre no Centro Cultural de Mação.
Em jeito de balanço Mário Tropa garante “ter sido muito gratificante”. Explica que “o interesse das conversas não é fazer conferências mas sim tertúlia”, pôr as pessoas “a dialogar umas com as outras” apresentando as suas experiências de vida. E o público tem aderido. “Temos conseguido que saiam de frente dos televisores para virem conversar e temos tido a preocupação de abordar assuntos muito diversos e sobre os quais no dia a dia não se iriam debruçar”, afirma.
Num tempo em que somos mais espectadores do que intervenientes, já que tudo parece passar-se nas televisões e no ciberespaço, a tertúlia “À conversa com…” pretende, assim, contrariar essa constante apresentando-se como um espaço de comunicação de temas e vivências.
Por imperativos de agenda dos convidados, desta vez conversou-se na tarde do dia 25 de Março, no Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira. Ricardo Murteira, Conceição Zagalo e Liliana Sousa falaram dos seus percursos enquanto voluntários em missões internacionais e nacionais, naquele que foi o tema “Testemunhos sobre voluntariado... experiências de vida”.
Um animado espaço de conversa, recheado de solidariedade e vontade de ajudar o próximo. Os convidados falaram da sua vida e basicamente sobre a experiência que tiveram em Cabo Verde no Projecto Educativo e Conselhos Terapêuticos para Crianças Carenciadas. De como é possível “fazer o que amamos e amar o que fazemos”, tendo como princípio básico “quem quer fazer faz, quem não quer arranja desculpas”.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...