uma parceria com o Jornal Expresso
18/08/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Monumento aos Dadores de Sangue de Vialonga inaugurado depois da polémica

Monumento aos Dadores de Sangue de Vialonga inaugurado depois da polémica

Edição de 05.04.2017 | Política

Depois das polémicas que envolveram a sua construção foi inaugurado o monumento aos Dadores de Sangue de Vialonga, concelho de Vila Franca de Xira. A inauguração decorreu durante a cerimónia do 40º aniversário do grupo que decorreu no dia 26 de Março. Durante o seu discurso, o presidente do Grupo de Dadores de Sangue de Vialonga, José Pires, agradeceu ao município de Vila Franca de Xira o apoio financeiro para a construção do monumento e mostrou que as divergências que surgiram no mês passado estão enterradas. Como O MIRANTE noticiou (ver edição 16 Março 2017), o Grupo de Dadores de Sangue de Vialonga pediu financiamento para a obra ao município mas não esperou que a proposta fosse aprovada e avançou com as obras. Quando o assunto foi a reunião de câmara, a novidade do monumento já estar construído apanhou os autarcas de surpresa e a entrega do apoio foi suspensa até que o presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita (PS), apurasse junto da direcção do grupo que circunstâncias levaram a que a obra avançasse antes de estar aprovada. O presidente dos Dadores de Sangue, José Pires, justificou, posteriormente, que a obra avançou antes da votação na reunião devido à pressa em ter o monumento construído e pronto a inaugurar a tempo do aniversário do grupo. Por isso pediram à Junta de Freguesia de Vialonga que adiantasse materiais e mão-de-obra para ir construindo o monumento até que o financiamento para o mesmo fosse a reunião de câmara. Com as divergências ultrapassadas, o subsídio especial de 4500 euros para construção do monumento foi aprovado. O dirigente explicou a O MIRANTE que o Grupo de Dadores de Sangue de Vialonga conta com cerca de uma centena de sócios pagantes mas que qualquer pessoa que participe nas suas dádivas de sangue também é sócio do grupo. À frente do grupo há cerca de cinco anos, José Pires considera que as pessoas são solidárias e dá o exemplo da última recolha de sangue, a 18 de Março, que teve 80 participantes.

Monumento aos Dadores de Sangue de Vialonga inaugurado depois da polémica

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...