uma parceria com o Jornal Expresso
24/04/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Sara Romão 
Assistente Dentária - Clínica Bart Limburg, 33 anos, Romeira (Santarém)
Edição de 13.04.2017 | Agora Falo Eu

O Mundo vai ter que falar mandarim ou os chineses é que vão passar a falar inglês?

Parece-me que neste momento a balança está equilibrada mas chegará a altura em que um dos idiomas passará à frente.

Fazem falta mais mulheres na política?

Sim, há sempre aquele pequeno pormenor ou opinião que nunca escapa às mulheres!

Qual a tradição que nunca podemos deixar morrer?

Somos um país de muitas tradições mas há algumas que gosto em particular. A reunião da família no Natal; as festas populares nas aldeias; uma boa corrida de toiros... por exemplo.

O ensino do fandango devia ser obrigatório nas escolas ribatejanas?

Também não cheguemos a tanto. Para isso temos os grupos de folclore. Facultativo para quem se interessar pela história do nosso Ribatejo sim, mas obrigatório não.

Qual foi a sua maior extravagância?

Não sou pessoa de extravagâncias. Até me considero bastante contida com gastos desnecessários.

A instalação de câmaras de vídeo vigilância é uma boa maneira de combater a criminalidade?

Tenho as minhas dúvidas. Segundo ouço dizer é a primeira coisa a ser inutilizada e quando isso não acontece dizem sempre que as imagens não são conclusivas.

Quais as qualidades que mais aprecia numa pessoa?

Humildade acima de tudo. E detesto pessoas que se fazem passar pelo que não são.

Fecha a água enquanto escova os dentes ou quando se ensaboa no banho?

A lavar os dentes sim. No banho quase nunca.

Alguma vez escreveu um poema?

Não.

Lembra-se da última vez que usou a bicicleta como meio de transporte?

Sim, há muitos anos quando ia à loja da aldeia (Romeira) fazer recados à minha mãe.

Já se sente à vontade a escrever com o novo Acordo Ortográfico?

Nem por isso, a maior parte das vezes nem me lembro que ele existe e escrevo tudo como aprendi a escrever.

Tem a profissão que gostaria de ter?

Não, aliás nem sabia que esta profissão existia até ter vindo trabalhar para esta clínica. Queria ser enfermeira mas hoje não me arrependo de não ter conseguido, pois provavelmente teria emigrado para conseguir trabalhar.

Ter um sorriso bonito é importante?

Depende da definição de sorriso bonito! Os dentes todos branquinhos e direitinhos apenas ajudam a complementar um sorriso bonito.

Sendo o preço médio de mil litros de água da rede um euro e meio podemos dizer que a água está cara?

Para o rendimento de algumas famílias não podemos dizer que é barata. Há que ter sempre cuidado para a factura não disparar, principalmente no Verão que é quando normalmente se gasta mais.

Subscrevia uma proposta para termos outro hino nacional?

Claro que não. Este define nos seus versos quem foi esta nação. Temos de nos lembrar sempre que um dia já estivemos no topo e que depois nos deitámos a sombra da bananeira e a partir daí foi sempre a descer.

Tem alguma tatuagem ou já pensou em fazer uma?

Não tenho e já pensei em fazer mas tenho um bocado medo da falta de higiene e da falta de esterilização. Como tal desisti da ideia.

Alguma vez pediu o livro de reclamações?

Já o usei duas vezes e das duas vezes obtive resposta às reclamações que fiz.

Durante quanto tempo é capaz de guardar um segredo?

Durante toda a vida, se for preciso.

Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer?

Dizem que sim. Eu gosto de começar a trabalhar cedo e de ir cedo para casa ao final do dia mas não gosto de me levantar cedo.

O que gostava de fazer e não faz para não cair no ridículo?

Acho que nada, normalmente faço o que gosto dentro dos meus limites não gosto de ser o centro das atenções.

Sabe algum refrão de uma cantiga do Quim Barreiros?

Bem mais do que um.

Quem lhe contava histórias quando era criança?

A avó Vitória, a minha bisavó, e depois os meus avós.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...