uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Penitente Manuel Serra d’Aire

Edição de 13.04.2017 | Emails do Outro Mundo

A Quaresma dá cabo de mim, como o Quaresma quando está em dia sim dá cabo dos laterais que lhe calham pela frente e os deixa de rastos e olhos revirados. Escrevo-te à beira de um ataque de fraqueza por causa destes quarenta dias de abstinência carnal que custam mais do que o jejum que o meu Sporting atravessa de títulos. Isto de andar a pão e água, ou melhor, a peixe e salada, não é para mim, mas como este ano vem cá o Papa decidi armar-me num católico daqueles que levam as coisas à risca (que são muito poucos, como sabes) e abdiquei de alguns prazeres mundanos como as costeletas de novilho, torresmos e fatias de pata negra em prol da minha salvação.
Entendi finalmente, depois de muitos anos de borga, que chegou a hora de começar a pensar no que aí vem, tendo a noção de antemão que o passar dos anos não augura nem traz nada de bom. Se a carcaça já não tem salvação, que se salve pelo menos a alma. Mas a desforra está já prometida para Domingo de Páscoa. O cabrito que se vá preparando!
Pouco católicas andam as coisas lá para as bandas de Fátima. O presidente da Câmara de Ourém enfrenta mais uma acusação do Ministério Público e consequente pedido de perda de mandato mas já disse que não está nada preocupado com isso e que esses processos até o revigoram e lhe dão alento para continuar. Aparentemente, Paulo Fonseca é um daqueles cristãos que segue os ensinamentos de Jesus Cristo e que se realiza no sacrifício pelos seus concidadãos.
Por isso, se os munícipes do concelho de Ourém querem ver o seu presidente da câmara revigorado, com alento, comprometido, zeloso e diligente, não lhe dêem amêndoas nesta Páscoa, que isso só faz mal aos dentes. Metam-lhe antes uns processozitos em tribunal porque para o autarca, pelos ditos e vistos, quem lhe dá um banco dos réus dá-lhe tudo. É o doping do homem. E nesta época de redenção e renovação devemos ser magnânimes e misericordiosos e pensar em quem tanto se empenha na causa pública e também nos advogados que precisam de ganhar a vida porque a coisa não está fácil.
A presidente da Câmara de Tomar não ganha para as multas. Já lá vão 10 mil euros que desembolsa porque os serviços da autarquia não responderam a dois requerimentos de um munícipe. Sempre ouvi dizer que, segundo as regras da boa educação, toda a carta merece resposta, nem que seja para mandar o remetente para determinada parte. E quando essa descortesia pode valer uns milhares de euros de multa eu, se estivesse no lugar dos funcionários que se marimbaram para o assunto, respondia nem que fosse com sinais de fumo ou através de um pombo correio.
Manel, já são, como tu bem recordaste, 18 anos a malhar em ferro frio nesta despudorada secção que já vem do século anterior. Já é mais tempo do que o que dura a maior parte dos casamentos por estes dias mas também reconheço que é muito mais difícil aturar as dores de cabeça de esposas comichosas e a coscuvilhice de sogras duras de roer do que cascar em políticos e afins, o que é sempre um prazer....
Por isso, um brinde à nossa do
Serafim das Neves

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...