uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Os leitores procuram O MIRANTE por fazer jornalismo de proximidade

Os leitores procuram O MIRANTE por fazer jornalismo de proximidade

Edição de 13.04.2017 | O MIRANTE vende-se aqui

De há dois anos para cá é na Papelaria Livro Sábio, no Entroncamento, que muitos leitores de O MIRANTE vão fazer ou renovar a assinatura do jornal e publicar anúncios. Os proprietários são os irmãos João Correia e Ana Correia que herdaram o negócio dos pais e quiseram preservá-lo. Mudaram de instalações, fizeram algumas inovações e estão satisfeitos com o resultado. João Correia é economista e trabalha em Lisboa. Ana Correia é nutricionista. É aos fins-de-semana que ocupam mais tempo com a papelaria. A reabertura foi em 2008, em plena crise e explicam que o arranque não foi fácil mas a pouco e pouco foram fazendo caminho.
A Livro Sábio dedica-se ao negócio de papelaria, livros escolares, artigos de escritório, jornais e revistas. Ao fundo da loja funciona ainda um café, um espaço que os proprietários pensaram para lazer. Um espaço de leitura com ampla oportunidade de serviços.
No final do ano passado tentaram dinamizar o café com uma vertente mais ‘gourmet’ tendo uma oferta diferenciadora para venda como chás biológicos, produtos da região, doces e compotas de Almeirim ou figos de Torres Novas. “Tentamos ter na loja produtos que existem no supermercado mas de qualidade”, explica João. A actividade segundo diz “não é muito rentável” o que obriga a ter “um pouco de tudo, a chamada venda cruzada”, acrescenta.
Quanto aos compradores de jornais, diz que são cada vez menos. No caso de
O MIRANTE a Livro Sábio vende cerca de cinco exemplares por semana porque muitos dos seus clientes são assinantes e recebem o jornal em casa e porque outros compram o semanário Expresso com o qual O MIRANTE é distribuído há vários anos. “Fazemos mais assinaturas do jornal do que vendas”, assegura João Correia, que acrescenta: “As pessoas procuram O MIRANTE por ter informação de uma maior área do Ribatejo e por fazer um jornalismo de proximidade”.
A existência de notícias online
(O MIRANTE tem um site e página no Facebook) também afecta as vendas se bem que os jovens tenham praticamente deixado de ler jornais, com excepção de situações pontuais ou de alguns desportivos. A maior parte dos clientes da Livro Sábio mora nas imediações. São clientes habituais. O acréscimo de pessoas sente-se aos domingos porque há muita concorrência que fecha e durante o período das Festas da Cidade.
A Papelaria Livro Sábio só encerra dois por ano. No dia de Natal e no dia de Ano Novo. Como tem uma única funcionária é João Correia quem faz as manhãs de domingos e feriados.
Há muitos clientes que passam os olhos pelos jornais para “ler as gordas” mas por norma já têm o hábito de comprar um título. “Dos nacionais o mais vendido é o Correio da Manhã. Os homens procuram os desportivos e as senhoras o Correio da Manhã. Os ditos jornais de referência são cada vez menos procurados à excepção do Expresso que beneficia da grande quantidade de suplementos que traz”, refere. Quanto às notícias as que são mais lidas dizem respeito a crimes e coscuvilhices. Muitos clientes aproveitam a compra do jornal para beberem um café e comprarem um maço de tabaco.

Os leitores procuram O MIRANTE por fazer jornalismo de proximidade

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...