uma parceria com o Jornal Expresso
27/06/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Mais de meio milhão de euros para 55 colectividades de Abrantes
Município assinou contratos-programa que prevêem a transferência de apoios para associações em 2017.
Edição de 13.04.2017 | Sociedade

A Câmara de Abrantes vai distribuir, em 2017, mais de meio milhão de euros (543.817,63 euros) pelas colectividades do concelho das áreas da cultura, desporto, acção social e juventude, o que representa um aumento de 17.550,88 euros em relação a 2016. A assinatura dos contratos-programa relativos ao programa de apoio a coletividades do concelho de Abrantes, no âmbito do FinAbrantes, realizou-se no dia 4 de Abril, na sede da Sociedade Recreativa e Musical de Bemposta.
Candidataram-se 57 colectividades e foram 55 as que assinaram os contratos. No total foram apresentadas 95 candidaturas (o regulamento permite que a mesma colectividade apresente candidaturas a mais do que uma área), tendo sido aprovadas 91.
Realçando o vigor do movimento associativo no concelho de Abrantes, a presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque (PS), enalteceu o trabalho de todas as entidades pelo valor que acrescentam nas dinâmicas da comunidade. Para a autarca, as associações, clubes e colectividades assumem um “factor distintivo que ajuda a promover a qualidade de vida das pessoas em todas as dimensões”. Reconhecendo que “a câmara municipal não consegue chegar a todos os 40 mil habitantes dispersos” pelo concelho de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque agradeceu ao “movimento associativo por esta causa tão nobre que é a de servir o próximo”.
Também presente na cerimónia, o presidente da Sociedade Recreativa e Musical de Bemposta, Filipe Oliveira, lembrou o 60º aniversário da colectividade e avançou que em 2017 com o apoio da medida 1 (cultura) a que se candidataram vão editar um livro.
Este programa municipal tem como objectivo manter e apoiar as actividades das diversas entidades de forma regular e diversificada, visto serem pilares de coesão social e do apoio aos interesses e necessidades das comunidades locais.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...