uma parceria com o Jornal Expresso
24/04/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
QUEIXAS. Vários moradores da cidade não estão satisfeitos com os recentes problemas na distribuição postal
Autarcas e munícipes insatisfeitos com atrasos e enganos dos correios em Vila Franca de Xira
Vereador já escreveu no livro de reclamações e presidente diz que vai falar com a tutela. Município vai pedir aos CTT que melhore a qualidade da entrega. Empresa nega existência de problemas mas assume que há melhorias a fazer.
Edição de 20.04.2017 | Sociedade

Vários moradores da cidade de Vila Franca de Xira, especialmente da zona antiga e do bairro de Povos, têm-se queixado de problemas na distribuição postal e querem que os correios tomem uma atitude rápida que melhore o serviço. O vereador da CDU, Aurélio Marques, é uma das vítimas e já fez uma reclamação na empresa e levou o caso à reunião do executivo. O presidente do município, Alberto Mesquita, também não se mostra satisfeito com o serviço e promete actuar na tentativa de o melhorar.
Cartas que vão parar a outros endereços e outras que nem sequer chegam ao destino, além dos atrasos de vários dias na entrega da correspondência são as principais queixas. A O MIRANTE a empresa CTT garante não ter sido detectado “qualquer problema” na distribuição postal da sua responsabilidade e a empresa afiança que a mesma é “garantida todos os dias por carteiros efectivos” e com um “conhecimento profundo” da toponímia local.
Aurélio Marques, morador na cidade, considera que “há um problema na distribuição de correio na cidade” e sublinha que não é o único a queixar-se. “Há cartas em ruas diferentes, cartas deixadas à porta dos prédios fora das caixas de correio e isso tem criado problemas e dificuldades. Isto precisa de ser resolvido”, desabafa.
O autarca já se queixou ao balcão de Vila Franca de Xira e deixou uma reclamação no livro de reclamações. “A câmara deve tentar sensibilizar os CTT para este problema para que isto não continue. Quando a empresa era pública isto não acontecia”, critica. O presidente da câmara, Alberto Mesquita (PS), também concorda que a prestação do serviço dos CTT na cidade “não tem melhorado” e por isso vai pedir à tutela que tome medidas para resolver os problemas relatados pelos moradores.
Os CTT admitem que há situações a melhorar. “Como acontece em qualquer prestação de serviço, é inevitável que surjam situações em que podemos melhorar, pelo que os CTT agradecem e consideram úteis as reclamações dos seus clientes”, informa a empresa. O número de reclamações recepcionadas pelos CTT em Vila Franca de Xira “não é muito significativo”, diz a empresa, adiantando que no primeiro trimestre deste ano a opinião da qualidade global do serviço foi de 81,76 por cento de opiniões positivas.
“Desde Janeiro que praticamente todas as cartas que me chegam ao correio chegam atrasadas. O pior são as contas que têm prazos limite e por isso tive de activar o débito directo bancário porque nunca conseguia que elas me chegassem nos 15 dias do prazo para pagamento. E os meus vizinhos a mesma coisa. É uma vergonha e ninguém parece preocupar-se com isso”, lamenta Fernando Sousa, morador em Povos. O residente nota que o único correio que lhe chega a tempo e horas é O MIRANTE, distribuído por uma empresa privada. “Esperemos que os correios tomem medidas que melhorem isto porque realmente é um transtorno grande”, sugere.
Os CTT explicam ainda que se encontram a operar no concelho “outros operadores postais concorrentes” pelo que os clientes deverão “informar-se quando sentirem necessidade de reclamar”.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...