uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Povoense vence a 1ª edição do Torneio de Iniciados que organizou

Edição de 20.04.2017 | Sociedade

No primeiro torneio organizado pelo União Atlético Povoense o clube da casa conseguiu o primeiro lugar, numa vitória por duas bolas a zero, contra o Galitos da Escola do Belenenses do Barreiro. O jogo, ao qual assistiram cerca de 150 pessoas, na maioria familiares dos jogadores, ficou decidido nos 70 minutos inicialmente previstos, sem necessidade de prolongamento. Manuel Flores e Azevedo, ambos de 14 anos, foram as estrelas da equipa da casa, conseguindo marcar os dois golos, ambos na segunda parte do duelo, e conquistar a taça.
Além dos dois goleadores, também o guarda-redes, João, foi responsável pela vitória, não permitindo ao Galitos marcar um único golo. A mãe de João, a mais entusiasta das presentes na bancada, não parou de puxar por ele, e por todos os colegas de equipa, do princípio ao fim. E quando o apito soou e a vitória foi declarada, anunciou bem alto: “Estão a ver como é que se joga à bola?”.
Além do Povoense e do Galitos, a final de sábado, 15 de Abril, contou ainda com outros dois jogos. A primeira partida, para decidir as equipas que ficariam em 5º e 6º lugar, colocou frente a frente o Clube Desportivo de Mafra e o Clube Desportivo dos Olivais e Moscavide, que conseguiu ganhar. De seguida jogaram a Associação Desportiva de Arneiros e o Sport União Sintrense e este último conseguiu vencer e alcançar o 3º lugar.
Na hora da entrega dos prémios e das medalhas para os vários jogadores, esteve presente o ex-jogador do Benfica, José Augusto, bem como Jorge Ribeiro, presidente da União das Freguesias da Póvoa de Santa Iria e do Forte da Casa, e o ex-árbitro internacional, António Marçal, que apitou a final. O torneio serviu de homenagem ao patrono, Nélson Veríssimo, antigo jogador do Povoense e treinador adjunto do Benfica B.
José Augusto, que começou a sua carreira no clube do Barreiro, foi apoiar o Galitos e gostava de o ter visto ganhar, mas reconhece que o Povoense mereceu a vitória: “Esta foi uma final bastante bem disputada”. O ex-jogador destacou o potencial que viu em muitos dos jovens: “Este torneio demonstrou que no futuro poderá haver aqui jogadores profissionais se continuarem e prosseguirem carreira”.
José Augusto defende que os pais devem acompanhar sempre os filhos mas sem interferências técnicas: “Há muitos pais que têm realmente pendor pelos filhos mas não devem intervir, devem deixá-los praticar e seguir os conselhos dos técnicos. Porque essa interferência poderá levar muitos a não concretizarem as características óptimas que aqui demonstraram”. Quanto ao facto de ter sido convidado para entregar os prémios no final do torneio, diz sentir que é uma forma de “carinho e respeito que têm por nós, aqueles que praticaram e poderão servir de exemplo, como o meu, no futuro destes novos jogadores”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...