uma parceria com o Jornal Expresso
28/06/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
“Tenho clientes que fazem sacrifícios para dar o melhor aos seus animais”
Tatiana das Neves, enfermeira veterinária a trabalhar em Almeirim
Edição de 20.04.2017 | Três Dimensões

Tatiana das Neves tem 28 anos e trabalha em Almeirim na Dilovet. Na cidade desloca-se de bicicleta. É amante da natureza e gosta de fotografia. Diz que quando era estudante compensava o facto de não ser aluna brilhante, sendo participativa e muito interessada. É enfermeira veterinária mas agora a trabalhar na parte da farmácia não tem muito contacto directo com animais. Gosta da cara de felicidade que as pessoas mostram quando falam dos seus animais de companhia.

Os meus tempos de estudante foram muito bons e às vezes tenho saudades. Era uma aluna esforçada e participativa que gostava de aprender mas reconheço que não era brilhante. Licenciei-me na Escola Superior Agrária de Viseu em 2010. Depois da licenciatura fiz um estágio em Barcelona e outro em Bordéus. Regressei a Portugal em 2012 e comecei por trabalhar numa distribuidora veterinária. Sempre me dei bem com toda a gente e ainda hoje tenho contacto com muitos colegas e professores.

Sempre gostei muito de praia mas apesar de não estar longe do mar ia lá poucas vezes. A minha infância foi passada na Chainça, entre Leiria e Fátima. Gostava de andar com o meu irmão a atirar sacos de plástico ao ar em dias de vento. Brincava com os gatos e com o meu cão Fiel e andava de bicicleta. Uma vez pensava ter encontrado um fóssil mas afinal era um osso de porco.

Tudo era uma festa e uma alegria nessa altura não havia preocupações. Brincava às professoras e aos farmacêuticos. Também gostava de desenhar mas com 12 anos decidi-me: queria aprender sobre os animais por isso queria ser Zoóloga, descobrir novas espécies e explorar outros mundos. Segui essa área e hoje aqui estou.

Gosto de pensar que hoje faço o que fazia quando era pequena. Só que naquela altura era a brincar e agora é a sério. Trabalho na farmácia dos animais da Dilovet de Almeirim e circulo sempre de bicicleta pela cidade. O dia passa rápido entre as encomendas e o atendimento aos clientes. Trabalhamos com o público em geral e com médicos veterinários, clínicas, associações e explorações pecuárias.

Gosto de ver a alegria das pessoas quando falam dos seus animais. É bom saber que estou a contribuir um bocadinho para isso. Gosto quando o cliente sai da Dilovet satisfeito e esclarecido. Tenho clientes que se privam de algumas coisas para darem os cuidados essenciais aos seus animais. Eu por vezes sinto a falta dos animais mas todas as semanas os meus vizinhos Mozart, Pitágoras e Luz me fazem uma visita e isso deixa-me feliz.

Não sou uma exímia dançarina mas gosto muito de dançar. E também gosto de ver um bom filme ao serão. De vez em quando organizo umas festas no palácio (em minha casa) com os meus amigos. Tenho uma grande paixão pela fotografia. Já não fotografo há algum tempo mas na escola participei em alguns concursos.

Gostava muito das palmeiras mas agora são poucas por causa da doença que as dizimou. Gosto muito de ver as cegonhas, os rebanhos, as vacas e os cavalos a pastar. O contacto com a natureza transmite-me uma sensação de paz. Mas não me sinto ribatejana e não gosto de tauromaquia. Sou simplesmente da Chainça.

Em Almeirim falta uma campanha anual de esterilização dos animais abandonados ou em risco. Sinalizam-se os locais e os animais, esterilizam-se e devolvem-se ao espaço onde foram recolhidos. Tenho pouco tempo mas contem com o meu apoio se isto um dia for para a frente.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...