uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Junta de Vila Franca de Xira investe nas passadeiras e queixa-se do estacionamento abusivo

Junta de Vila Franca de Xira investe nas passadeiras e queixa-se do estacionamento abusivo

Assuntos estiveram em debate na última sessão da assembleia de freguesia

Edição de 26.04.2017 | Sociedade

O investimento que a Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira, de maioria CDU, tem feito nos últimos tempos na construção de novas passadeiras e no rebaixamento de passeios foi questionado pela bancada do PS na última sessão da assembleia de freguesia. O eleito socialista João Trindade reconheceu a importância dessas obras mas aludiu também aos seus custos e aproveitou para sublinhar que há outros problemas que necessitam de medidas urgentes como o estacionamento abusivo.
“Não percebemos como é que o executivo tem lidado com aquilo que apelidamos de ‘selva automobilística’ dentro do casco urbano antigo de Vila Franca de Xira”, disse João Trindade, acrescentando não compreender a necessidade de fazer passagens desniveladas para peões “quando logo na rua seguinte existem carros estacionados em cima do passeio a travar a deslocação de quem necessita e de quem precisa”. E concluiu: “Será um contrasenso andar-se a apregoar e a fazer outdoors a anunciar uma obra quando aquilo que não custa dinheiro aos cofres da junta e dos fregueses podia e devia ser resolvido”.
O presidente da Junta de Vila Franca de Xira, Mário Calado (CDU), concordou com as preocupações mas admitiu também alguma impotência para resolver o problema. “Como eu gostava de estar mais vezes de acordo com o meu amigo. E agora teve uma intervenção em que eu não posso estar mais de acordo. Se quiser fazer uma cruzada comigo nessa matéria, tem aqui um rapazinho à altura!”, afirmou o autarca, ressalvando que a junta não pode agir quanto aos carros mal estacionados até o mal estar feito. Até porque quem tem competência para agir nessa área é a polícia.
Já quanto à eliminação das barreiras arquitectónicas a resposta surgiu da parte de João Conceição (CDU), vogal da junta com o pelouro do ordenamento do território que disse que essas intervenções têm como objectivo eliminar “efectivamente” as barreiras arquitectónicas na cidade. O autarca explicou que embora as novas passadeiras sejam mais caras “são melhores para toda a gente”. E adiantou que vão ser executadas mais algumas: “Já temos implementadas seis passadeiras e embora tenhamos tido de reter temporariamente a construção da Avenida 25 de Abril vamos concretizar mais algumas noutros pontos críticos como o Bom Retiro”. O piso das novas passadeiras permite a pessoas invisuais maior segurança na mobilidade.

Junta de Vila Franca de Xira investe nas passadeiras e queixa-se do estacionamento abusivo

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...